Toni Ângelo é baleado e preso em Campo Grande

Acusado de chefiar a milícia Liga da Justiça ele se envolveu numa briga em um bar

Por O Dia

Cartaz de procurado do miliciano Toni ÂngeloDivulgação

Rio - O ex-PM Toni Ângelo Souza de Aguiar, de 38 anos, foi baleado e preso por policiais do 40º BPM (Campo Grande), em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio,. Ele é acusado pela polícia de chefia a milícia conhecida como Liga da Justiça, que atua há anos na região.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, ele se envolveu numa briga e foi baleado em um bar na Estrada do Monteiro, por volta das 4h. Toni está internado sob custódia no Hospital Oeste D’or.

Conhecido também como Erótico, Toni Ângelo assumiu a liderança da Liga da Justiça após as prisões dos irmãos Natalino e Jerônimo Guimarães, o Jerominho, e do também ex-PM Ricardo Teixeira Cruz, o Batman.

Atualmente há pelo menos três mandados de prisão contra ele: formação de quadrilha e extorsão, além de homicídio qualificado.

O Disque-Denúncia oferecia uma recompensa de R$ 2 mil por informações que levassem a prisão de Toni Ângelo. Ele foi expulso da PM em 2009.

Últimas de Rio De Janeiro