Mais Lidas

Tecnologia vai impedir falsificações em nova CNH

Documento estava sem renovação desde 2006. Implementação de mudanças começa neste mês no país

Por lucas.cardoso

Rio - Os novos habilitados e quem precisa renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vão receber uma nova versão do documento em 2017. Sem renovação desde 2006, a cédula passa a ser emitida em outra cor e com novas tecnologias de segurança que dificultam as falsificações. A nova versão começou a ser destribuída na segunda-feira.

As novas mudanças foram divulgadas através de uma resolução publicada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em maio de 2016. A atualização do documento não implica na necessidade de troca antecipada. Dessa maneira, quem ainda está com a CNH a vencer pode continuar usando até que até que a carteira vença. Os valores para tirar ou renovar o documento não mudaram.

Detalhes da nova CNHDivulgação

Com a reformulação, a tarja superior, que era azulada, passa a ser preta. E o documento que tinha um tom esverdeado passa a ser impresso em tom amarelado, além de contar com técnicas de produção com marcas d’água. Para dificultar a vida dos falsificadores, foram incorporados elementos, como fundo geométrico positivo, tecnologias com tinta com variação óptica e visível apenas com o uso de luz UV, microimpressões, o mapa do estado e a sigla da Unidade Federativa. Na parte superior do documento, também será adicionado um brasão da república impresso em técnica de calcografia, seguido por mapa do país usando tinta de variação óptica.

Com a implementação neste início de ano, o Denatran prevê que todos os habilitados no país já terão a nova carteira em cinco anos. A nova cédula terá, ainda, duas sequências de números de identificação nacional (do Registro Nacional e do Espelho da CNH) e uma de identificação estadual (do Registro Nacional de Condutores Habilitados).

De acordo com o Denatran, as novas tecnologias utilizadas no documento não geraram custo adicional para a produção. O órgão também informou que os estudos para a produção do novo documento começaram em 2012.

QR-CODE

Também será incluido um QR-Code, com tamanho de 6x6 centímetros, que ficará no verso do documento. O item promete ajudar a localização dos dados do motorista no sistema sem a necessidade de digitar informações, conectando diretamente a CNH e o Registro Nacional de Condutores Habilitados (Renach).

No entanto, segundo o Ministério das Cidades, como a inclusão do dispositivo foi feita de ‘última hora’, só as carteiras de habilitação emitidas a partir de maio deste ano terão o QR-Code.

Reportagem do estagiário Lucas Cardoso

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia