Diniz visita obras de construção de novo terminal offshore do aeroporto

Concessionária tem de investir cerca de R$ 30 milhões nos próximos cinco anos na expansão e modernização do Bartolomeu Lisandro, que terá novo pátio para 25 aeronaves

Por O Dia

O aeroporto de Campos, que atualmente atende prioritariamente o transporte de trabalhadores da bacia de Campos, espera investimentos de cerca de R$ 30 milhões pelos próximos cinco anos
O aeroporto de Campos, que atualmente atende prioritariamente o transporte de trabalhadores da bacia de Campos, espera investimentos de cerca de R$ 30 milhões pelos próximos cinco anos -
Campos — Na primeira grande transformação desde sua concessão, o aeroporto Bartolomeu Lisandro, em Campos, avança nas obras de construção de um novo terminal de passageiros dedicado ao transporte dos trabalhadores offshore, além de melhorias nas estruturas atuais. O prefeito Rafael Diniz foi verificar o andamento dos trabalhos, que tem previsão de conclusão ainda este ano, em dezembro.
O novo espaço terá 1.200 m2. Também será construído um novo pátio com 20mil m2, o que permitirá o estacionamento de 25 aeronaves. Hoje, há capacidade para apenas uma. A Infra Operações Aeroportuárias ganhou a concessão, realizada ao fim do ano passado, por um período de 30 anos. Estão previstos investimentos de cerca de R$ 100 milhões, com R$ 28 milhões aplicados nos primeiros cinco anos do contrato.
O prefeito de Campos, Rafael Diniz (de amarelo), vistoria as obras de construção de um novo terminal de passageiros no aeroporto da cidade - Divulgação prefeitura de Campos
A ampliação permitirá que Campos tenha voos diretos para as maiores cidades do país e será uma opção para o transporte de cargas, atendendo ao Porto do Açu e cidades próximas do Rio de Janeiro e do Espírito Santo.
“Finalmente Campos vai ter um aeroporto à altura da sua importância. E, com um aeroporto maior e mais moderno, vamos gerar mais empregos, incentivar o turismo e trazer mais desenvolvimento para nossa cidade”, comemorou Diniz.
Segundo a Codemca (Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos), que administrava o Bartolomeu Lisandro antes da cessão à iniciativa privada, o aeroporto gerava déficit para a prefeitura, quando a empresa pública assumiu o controle do local e revertou o quadro.
As obras de construção do novo terminal de passageiros do aeroporto Bartolomeu Lisandro, em Campos - Divulgação prefeitura de Campos
“Conseguimos uma gestão eficiente, que transformou o aeroporto em superavitário. Com a concessão esperamos novos avanços”, disse Vinícius Viana, presidente da Codemca, que agora passará a fazer a fiscalização do trabalho da concessionária.
Além dos benefícios futuros, a prefeitura destacou os 100 empregos diretos gerados apenas nesta fase inicial de construção do novo terminal.
De acordo com o superintende do Bartolomeu Lisandro, Cipriano Magno de Oliveira, depois de finalizados essa primeira etapa da expansão do aeródromo campista, haverá a revitalização da pista de pouso e reforma do pátio para aeronaves antigas.

Galeria de Fotos

O aeroporto de Campos, que atualmente atende prioritariamente o transporte de trabalhadores da bacia de Campos, espera investimentos de cerca de R$ 30 milhões pelos próximos cinco anos Divulgação prefeitura de Campos
O prefeito de Campos, Rafael Diniz (de amarelo), vistoria as obras de construção de um novo terminal de passageiros no aeroporto da cidade Divulgação prefeitura de Campos
As obras de construção do novo terminal de passageiros do aeroporto Bartolomeu Lisandro, em Campos Divulgação prefeitura de Campos

Comentários