A equipe médica do Hospital Ferreira Machado, em Campos, comemora a recuperação de uma jovem que entrou em coma depois de dar à luz em meio a três cirurgias - Divulgação prefeitura de Campos
A equipe médica do Hospital Ferreira Machado, em Campos, comemora a recuperação de uma jovem que entrou em coma depois de dar à luz em meio a três cirurgiasDivulgação prefeitura de Campos
Por Leonardo Maia
Campos — Em meio à pandemia do novo coronavírus, que leva ao limite a capacidade física e emocional dos profissionais de saúde, uma história de superação e luta pela vida renovou as energias da equipe médica e de enfermagem do Hospital Ferreira Machado (HFM), o maior e principal de Campos. Uma jovem acordou depois de 35 dias na UTI, a maior parte deles passados em coma, e recebeu alta da unidade intensiva. Ao despertar, A.S.V., de 24 anos, descobriu que havia vencido três complexas cirurgias, enquanto dava à luz um menino.
Um filho do qual ainda desconhece o rosto, do qual não sentiu o peso, a pele, do qual ainda não ouviu o choro. Mas a expectativa por tudo isso a fez resistir a um quadro crítico.
Publicidade
A moça, portadora de obesidade, foi submetida a intervenções ortopédicas e vasculares e a uma cesariana de emergência, ao chegar ao hospital depois de uma queda que levou a fraturas nas duas pernas, com lesão vascular. Os procedimentos mobilizaram mais de 12 profissionais e duraram cerca de 12 horas.
“Ela é uma vencedora, uma guerreira”, emocionou-se Caroline dos Santos, coordenadora de enfermagem da UTI do HFM, ao lado dos colegas que comemoravam, na terça, a transferência de A.S.V. para a clínica médica.
Publicidade
A equipe que salvou a vida da jovem — médico, enfermeiras, técnicas de enfermagem, fisioterapeuta, psicóloga e terapeuta ocupacional — marcou o momento com uma foto e muitos sorrisos.
“Só posso agradecer a todos os profissionais do hospital pela vida da milha filha e do meu neto”, disse a mãe e nova avó.
Publicidade
O bebê, nascido com 35 semanas de gestação em meio às demais cirurgias, foi levado de imediato para a UTI neonatal do Hospital Plantadores de Cana. O pequeno, que completou 1 mês de vitória no dia 2, se recuperou rapidamente e foi para casa, mas vai precisar esperar um pouco mais para conhecer sua mamãe. Só mais alguns dias para quem tem a vida toda pela frente.