Centenas de pessoas lotam o Morro de Itaóca, em Campos, sem se preocupar com o contágio do coronavírus - Reprodução Internet
Centenas de pessoas lotam o Morro de Itaóca, em Campos, sem se preocupar com o contágio do coronavírusReprodução Internet
Por O Dia
Campos — O secretário de Desenvolvimento Ambiental de Campos, Leonardo Barreto, disse hoje que vai fechar os acessos à Área de Proteção Ambiental (APA) do Itaóca. A medida é uma reação ao grande número de pessoas que estava frequentando o Morro de Itaóca, principalmente aos fins de semana, mesmo com a determinação das autoridades para que as pessoas fiquem em suas casas, para conter o avanço do coronavírus. No domingo, centenas de pessoas se aglomeravam no local, um dos principais pontos de voo livre do estado.
Barreto informou que uma portaria será publicada para proibir a subida ao Morro. A orientação dos órgãos de saúde em todo o mundo continua a ser para que as pessoas só saiam de casa para o estritamente necessário. No entanto, é possível perceber um aumento de movimentação de carros e pedestres nos últimos dias, especialmente no Centro. Talvez reflexo das informações desencontradas que vêm do governo federal, e a falta de perspectiva sobre um possível fim ou amenização da quarentena.
Centenas de pessoas lotam o Morro de Itaóca, em Campos, sem se preocupar com o contágio do coronavírus - Reprodução Internet
Publicidade
Diversas pessoas compartilharam em suas redes sociais fotos do passeio pelo Morro de Itaóca, que tem uma linda vista de toda a região Norte Fluminense. É possível observar que as pessoas nem sequer respeitavam uma distância mínima de segurança entre si, e nem usavam máscaras de proteção.
Ao todo, Campos tem 40 casos confirmados e 45 suspeitos, 17 estão internados. Segundo a Vigilância em Saúde, entre os exames positivos estão 22 mulheres e 18 homens com idade entre 20 e 81 anos.