O segredo da oração

Por O Dia

Você já fez as suas orações hoje? Dirigiu seus pedidos e necessidades ao Pai que está no céu? O Evangelho deste domingo tem início com o episódio no qual Jesus reza sozinho e, quando acaba, os discípulos pedem: "Senhor, ensina-nos a rezar". Ele então responde: "Quando rezardes, dizei: Pai...". Essa palavra é o segredo da oração de Jesus.
Ao apelativo "Pai", Jesus associa duas solicitações: santificado seja o vosso nome, venha a nós o vosso reino. Portanto, a oração de Jesus — a oração cristã — é antes de tudo dar lugar a Deus, deixando que ele manifeste a sua santidade em nós, fazendo com que se aproxime o seu reino. Outros três pedidos completam a oração que Jesus nos ensina e exprimem as nossas necessidades fundamentais: o pão, o perdão e a ajuda contra as tentações.
O pão que Jesus nos ensina a pedir o necessário, não o supérfluo. O perdão, antes de tudo, é aquele que nós mesmos recebemos de Deus: só a consciência de sermos pecadores perdoados pela infinita misericórdia divina pode nos tornar capazes de realizar gestos concretos de reconciliação fraterna. E o último pedido, para que não nos deixes cair em tentação, exprime a consciência da nossa condição, sempre expostos ao mal.
A oração é o primeiro e principal instrumento de trabalho nas nossas mãos! Insistir com Deus não serve para o convencer, mas para fortalecer a nossa fé e a nossa paciência. Na oração somos dois: Deus e eu, lutando juntos pelo que verdadeiramente importa.
Padre Omar é reitor do Santuário do Cristo Redentor do Corcovado

Comentários