Venda online de imóveis cresce na pandemia

Do econômico ao alto padrão

Por Cristiane Campos

Busca por imóveis nos canais digitais aumenta durante a pandemia
Busca por imóveis nos canais digitais aumenta durante a pandemia -
O mundo virtual vem ganhando cada vez mais espaço com a pandemia e o mercado de compra e venda de imóvel não poderia ficar de fora. Construtoras e imobiliárias aperfeiçoaram seus canais digitais por conta do coronavírus. Para se ter ideia, até convenção, evento para apresentar para os corretores novos empreendimentos, que antes era feita nos cinemas, está na versão online também. Essa ferramenta está ajudando a impulsionar as vendas dentro e fora do programa Minha Casa Minha Vida, que contempla imóveis de até R$ 240 mil. Entre os destaques estão o tour virtual do imóvel, book digital, e a videoconferência no caso dos imóveis usados, onde o proprietário apresenta o imóvel, quando a visita não pode ser feita presencialmente.

A Vivaz, marca do grupo Cyrela voltada ao segmento econômico, teve aumento de mais de 200% no volume de contato nos canais digitais com isolamento social. Com foco em imóveis do Minha Casa Minha Vida (MCMV), a empresa observou que 54% das vendas foram influenciadas pelo digital nesse período. Já na mineira CAC Engenharia, as vendas online passaram a representar 40% do resultado total dos meses de março e abril. E os negócios acontecem até fora do país. Na Martinelli Imóveis, de acordo com diretor da imobiliária, André Moreira, são registradas de 12 a 15 vendas para este público. São profissionais de diversos setores, incluindo autônomos, que visitam virtualmente o imóvel e compram via internet.

Imóveis de alto luxo

Na Bossa Nova Sotheby's International Realty, mesmo em isolamento social, a empresa conseguiu realizar vendas de imóveis milionários e pretende agregar esse processo digital aos seus futuros atendimentos, pós-pandemia. Hoje, a empresa é capaz de comercializar um imóvel de forma 100% digital do início ao fim: desde o atendimento e exibição de imóveis até assinatura de documentos e conclusão da transação.

Comentários