Mais Lidas

Messina garante reabertura de creche institucional da Prefeitura do Rio na semana que vem

Com Crivella fora do Brasil, secretário da Casa Civil recebeu, nesta sexta, pais das crianças matriculadas no local e prometeu criar 'força-tarefa' emergencial para reinício das atividades

Por PALOMA SAVEDRA

Messina e diretora da creche se reuniram com os pais dos alunos no COR
Messina e diretora da creche se reuniram com os pais dos alunos no COR -

Rio - A creche institucional Dr. Paulo Niemeyer, da Prefeitura do Rio, que atendia filhos de servidores, voltará a funcionar na próxima semana. Após muitas cobranças dos pais das crianças matriculadas no espaço, o secretário da Casa Civil do município, Paulo Messina, garantiu, nesta sexta-feira, a reabertura do local de forma emergencial.

Com o prefeito Marcelo Crivella fora do país — ele está na Europa — ele e Messina recebeu, nesta sexta, uma comissão formada pelos pais dos alunos. Também esteve na reunião, que ocorreu no Centro de Operações Rio (COR), a diretora da creche, identificada como Rosângela. 

À Coluna, o secretário informou que, antes de tomar a decisão, falou com Crivella, e que o prefeito autorizou a medida. 

Messina gravou um vídeo informando que será criado um grupo de trabalho para o retorno emergencial do funcionamento do espaço. Ele afirmou ainda que, posteriormente, de março a outubro, será definido "com calma" o destino da creche: se ficará sob responsabilidade do Previ-Rio, da Casa Civil ou da Secretaria de Educação. 

"Nossa preocupação principal era para que as crianças já matriculadas voltassem o mais possível para a sala de aula. Era de colocar a creche pra funcionar para as crianças já matriculadas. Para isso faremos uma força-tarefa, está aqui o pessoal da Secretaria de Educação... Eles vão nos ceder espaços para nomeações de professores que já estavam na unidade", explicou Messina. 

Segundo o secretário, entre as primeiras providências está a contratação imediata de 14 professores, que serão selecionados pela diretora da creche. "E mais um professor de Artes e de Educação Física, e nomear uma diretora-adjunta, que não tinha", acrescentou. 

"A Guarda Municipal vai colaborar enviando um guarda para a portaria do prédio nesse primeiro momento, neste prazo que teremos a creche funcionando emergencialmente. E contratos temporários que já existem na Secretaria de Educação", afirmou Messina, ressaltando que toda essa estrutura é provisória para colocara  creche para funcionar de imediato.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários