Governo estadual convoca 200 papiloscopistas para a Polícia Civil

Por O Dia

Acadepol
Acadepol -

O governador Wilson Witzel divulgou, na tarde desta segunda-feira, a convocação de 200 papiloscopistas. Segundo o governo, o chamamento vai quase dobrar o quadro atual de 294 peritos papiloscópicos da Polícia Civil do Rio.

Os novos policiais serão chamados para o início das aulas na Academia Estadual de Polícia Sylvio Terra (Acadepol). Serão 840 horas de cursos e testes, antes da nomeação.

"A convocação dos policiais papiloscopistas vai reforçar nossa atividade de investigação, especialmente em tempos de reconhecimento facial e de câmeras que vão ajudar no monitoramento. Os papiloscopistas participam desse trabalho de identificação facial. É nossa polícia indo além, ao encontro da tecnologia para que possamos dar mais segurança ao cidadão", declarou Witzel.

Recursos da Alerj

O chamamento faz parte do acordo firmado entre o Governo do Estado e a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), que se comprometeu a arcar com os salários de convocados das polícias Civil e Militar - 200 papiloscopistas e 3 mil policiais militares - até o fim de 2020. Os recursos são fruto de uma economia feita pelo Legislativo fluminense, na ordem de R$ 370 milhões.

"A Alerj está abrindo mão de receitas para poder pagar os salários dos papiloscopistas e nós assumiremos, após esses dois anos, esse encargo. Essa é mais uma promessa de campanha cumprida", disse o governador.

Comentários