Falta de professores é principal queixa em audiência da Comissão de Educação em Campo Grande

Comunidade escolar também relatou carência de porteiros nas unidades da rede municipal

Por O Dia

Audiência da Comissão de Educação da Câmara Municipal do Rio ocorreu na Zona Oeste desta vez
Audiência da Comissão de Educação da Câmara Municipal do Rio ocorreu na Zona Oeste desta vez -
A comunidade escolar de Campo Grande, Zona Oeste do Rio, participou em peso da audiência da Comissão de Educação da Câmara Municipal, que foi realizada nesta quarta-feira no bairro. As principais queixas levadas por professores, pais e alunos da 9ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), que abrange também os bairros de Santíssimo, Inhoaíba, Senador Augusto Vasconcelos e Cosmos, ao presidente da comissão, Célio Luparelli (DEM) — e aos demais vereadores do colegiado, como Tarcísio Mota (Psol) — tratam da falta de professores substitutos e porteiros.
O coordenador da 9ª CRE, José Mauro da Silva, apresentou alguns números na audiência, e apontou déficit de professores na Educação Infantil: segundo ele, há necessidade de 851 servidores em salas de aula, mas só existem 552. E que, nos primeiros anos do Ensino Fundamental, são necessários 1.138 professores, mas só há 881.
A estratégia para suprir essa carência tem sido o remanejamento de coordenadores pedagógicos e professores de sala de leitura para esses segmentos. Mas essa alternativa foi criticada por alguns educadores: eles alegaram que deixam de produzir em suas funções. Por isso, pediram professores substitutos.
José Mauro até concordou com a necessidade, mas reclamou que a administração anterior da Prefeitura do Rio entregou muitas escolas novas, mas sem manutenção.
Licitação para contratar porteiros
Sobre a necessidade dos porteiros, o coordenador disse que já foi aberta licitação para contratação deles. "A educação só vai crescer se nós apostarmos nisso. A educação é produto do debate e estará viva enquanto estiver vivo o debate", disse Célio Lupparelli.
O vereador anunciou que a próxima audiência itinerante da Comissão de Educação será em 26 de agosto, na Universidade Castelo Branco, em Realengo. Será a quinta de um total de 11 que o grupo fará este ano.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários