Witzel anunciará mudanças em secretariado nos próximos dias

Nos bastidores, o que se diz é que a Secretaria da Casa Civil e Governança será desmembrada; André Moura assumiria a Casa Civil e articulações políticas do governo

Por PALOMA SAVEDRA

Governador Wilson Wiltzel confirmou que haverá mudanças em sua gestão
Governador Wilson Wiltzel confirmou que haverá mudanças em sua gestão -
Mudanças à vista no Palácio Guanabara. O governador do Rio, Wilson Witzel, vai mexer em sua gestão. A expectativa é de que isso ocorra nos próximos dias, e haverá troca de comando em algumas pastas, ou apenas em uma.
A assessoria do governador não informou quais secretarias serão afetadas, mas confirmou que "mudanças devem ser anunciadas" em breve.
A notícia veio em meio a especulações sobre uma possível saída de José Luís Zamith do comando da Secretaria da Casa Civil e Governança do governo Witzel. Segundo informações da Coluna Radar (Veja), em um jantar que ocorreu ontem, em Brasília, na casa do ex-AGU Fábio Medina Osório, Witzel anunciou a escolha de André Moura para a pasta.

Moura é ex-deputado federal por Sergipe e foi articulador do ex-presidente Michel Temer no Congresso Nacional. 
A assessoria do governador, porém, não confirmou a saída de Zamith. A coluna também procurou o chefe da Casa Civil fluminense, mas, até o momento, não obteve informação.
Zamith é braço direito de Witzel e seu amigo de longa data.
O que circula nos bastidores
Nos bastidores, a informação que circula é de que a Secretaria da Casa Civil e Governança poderá ser desmembrada. Assim, Moura ficaria à frente da Casa Civil e assumiria articulações políticas do governo. E a Secretaria de Governança seguiria com Zamith, que, aliás, tem um perfil mais técnico. 
Essa possibilidade vem sendo ventilada desde a última semana e comentada pelos corredores do Palácio Guanabara. 
A ideia de desmembramento de secretaria se estenderia ainda a outras áreas. Segundo fontes, com isso, o objetivo do governo Witzel é oferecer cargos, garantindo a ampliação da base aliada, principalmente após determinação do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) de retirar o apoio do seu partido a Witzel. 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários