Contribuição previdenciária de bombeiros e policiais militares do Rio vai cair

Categorias hoje têm desconto de 14% e percentual vai para 9,5% em 2020

Por PALOMA SAVEDRA

Policiais militares e bombeiros passarão a contribuir para a previdência com percentual menor
Policiais militares e bombeiros passarão a contribuir para a previdência com percentual menor -
Os bombeiros e policiais militares do Estado do Rio de Janeiro devem passar a contribuir com um desconto menor para a previdência estadual. Como já previsto e informado pela Coluna no último dia 15, a Reforma da Previdência dos militares das Forças Armadas (e que inclui os vinculados aos estados) determina a fixação de alíquota de 9,5% em 2020 — hoje, 14% é a contribuição dos PMs e bombeiros aqui no Rio.
Ontem, a Comissão Especial que analisa o projeto de lei do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados aprovou o parecer do relator, deputado Vinicius Carvalho (Republicanos-SP), em meio a muita discussão e confusões.
Vale lembrar que, inicialmente, a proposta estabelecia o aumento da alíquota previdenciária dos integrantes das Três Forças (atualmente, de 7,5%) para 8,5% em 2020, 9,5% em 2021, e 10,5% em 2022. O relator do texto propôs, porém, que a contribuição suba para 9,5% já no ano que vem, alcançando 10,5% em 2021.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários