PGE já recorreu de decisão da Justiça que negou liminar para barrar lei que contempla Uerj

Por PALOMA SAVEDRA

TJ enviou o PL à Alerj, em outubro, atendendo ao pleito dos servidores
TJ enviou o PL à Alerj, em outubro, atendendo ao pleito dos servidores -
A Procuradoria Geral do Estado já recorreu da decisão que o TJ do Rio deu, no início de outubro, negando o pedido de liminar para suspender lei que beneficia docentes da Uerj. A norma foi apontada pelo Conselho de Supervisão como violação ao Regime de Recuperação Fiscal por gerar impacto financeiro. O recurso da PGE, porém, ainda não foi analisado.
Caso a Justiça não dê a decisão pretendida pelo governo, a Procuradoria vai apresentar ação direta de inconstitucionalidade contra a lei no Supremo (STF).
Enquanto isso, a Fazenda seguirá fazendo estudos de compensação financeira para entregá-los aos conselheiros no prazo, que está prestes a se esgotar.
Ontem, o conselho afirmou que poderia aceitar a sugestão de compensação antes entregue pelo estado. Mas, para isso, também quer checar todos os contratos para constatar se, de fato, haverá equilíbrio de despesas.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários