Estado do Rio exige prova de vida de 22 mil inativos este mês

Prazo para aposentados e pensionistas nascidos em março comparecerem a uma agência do Bradesco começa no dia 11

Por PALOMA SAVEDRA

Rioprevidência aplica 14%
Rioprevidência aplica 14% -

Os 22.588 aposentados e pensionistas do Estado do Rio que fazem aniversário em março já devem se preparar para fazer a prova de vida entre os dias 11 e 25 deste mês. Exigida pelo Rioprevidência, a atualização cadastral é um dos mecanismos de combate a fraudes na folha de pagamentos e deve ser realizada em qualquer agência do Banco Bradesco no país. Quem não comparecer corre o risco de ter o depósito do benefício previdenciário suspenso até que a situação seja regularizada.

Os documentos que devem ser apresentados são Identidade, CPF e comprovante de residência no próprio nome (dos últimos três meses anteriores). E atenção: o pensionista adolescente que não possuir o comprovante em seu nome deverá apresentar declaração assinada pelo titular do endereço onde reside.

Os ausentes terão o pagamento da aposentadoria ou pensão suspenso após cumprido o seguinte trâmite: no mês posterior da prova de vida será divulgada no Diário Oficial a lista com os nomes das pessoas que não realizaram o procedimento. Somente depois de 30 dias deste aviso é que o crédito ficará retido.

Se o beneficiário procurar uma agência bancária (exclusivamente do Bradesco) fora do seu prazo de recadastramento poderá restabelecer o pagamento. O depósito do valor que ficou retido será retomado na folha salarial do mês seguinte ao que fez a prova de vida com atraso.

Ausentes de fevereiro

Já em fevereiro, 19.553 pessoas nascidas naquele mês tinham que ter feito a prova de vida. Desse total, 11.605 realizaram o procedimento. E os 8.493 vínculos de pessoas que não compareceram ao banco ainda podem correr e tentar atualizar seus cadastros, evitando, assim, o corte do benefício.

 

Galeria de Fotos

Até o fim do ano, 250 mil aposentados e pensionistas terão que fazer a prova de vida no Bradesco Divulgação
Rioprevidência aplica 14% Agência O DIA

Comentários