Redução de salários de deputados e governador não tem apoio na Alerj

Nos bastidores, alguns parlamentares dizem que projetos têm fins eleitoreiros e que há outras formas de economizar com corte de gastos de gabinetes

Por PALOMA SAVEDRA

Alerj tem analisado projetos relacionados ao coronavírus
Alerj tem analisado projetos relacionados ao coronavírus -
Como medidas para ajudar no combate ao coronavírus, os deputados Dr. Serginho (Republicanos) e Filippe Poubel (PSL) protocolaram ontem na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) projetos de lei para reduzir em 50% os salários dos 70 parlamentares da Casa, do governador e do secretariado do Palácio Guanabara. A ideia é que a verba economizada seja destinada à saúde.
A coluna apurou que, nos bastidores da Assembleia, as propostas não receberam muito apoio. Alguns deputados afirmam que há como economizar em verbas de gabinetes, como custos com aluguéis de veículos e outras despesas com funcionários, e os projetos têm fins eleitoreiros.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O DiaFaça uma contribuição

Comentários