Arte consciente

Feira Rio Artes Manuais terá mais de 25 mil vagas em oficinas gratuitas de artesanato com foco no reaproveitamento de materiais

Por O Dia

A 13ª edição do evento tem início hoje, com estandes de mais de 50 fabricantes de insumos para artesanato
A 13ª edição do evento tem início hoje, com estandes de mais de 50 fabricantes de insumos para artesanato -

A 13ª edição da feira Rio Artes Manuais, um dos maiores eventos de artesanato do país, começa hoje com uma série de ações sustentáveis em torno do tema 'Pequenos gestos, grande mudanças'. A programação inclui mais de 25 mil vagas em oficinas gratuitas sobre mais de 250 técnicas de trabalhos manuais, além da apresentação de novos produtos de fabricantes de insumos para artesãos e comercialização de peças. O evento acontece no Centro de Convenções SulAmérica, na Cidade Nova, e vai até domingo.

Caravanas de todo o estado são esperadas na feira, cujas oficinas irão acontecer de hora em hora nos mais de 50 estandes das marcas expositoras. Neles, haverá aulas práticas para a produção de peças a partir do reaproveitamento de materiais recicláveis, como garrafas pet e latas de alimentos.

Após a oficina, os participantes podem levar para casa a peça que aprenderam a produzir. "Teremos uma média de cinco mil vagas gratuitas em oficinas por dia. Todos podem participar, pois as peças são de fácil produção", diz Roberto Santos, diretor da feira Rio Artes Manuais, evento promovido pelas lojas Caçula.

FONTE DE RENDA

Para Angela Lopes, que produz latas decorativas, porta utensílios e vidros ornamentados a partir de materiais reaproveitados, trabalhar com artesanato, além de ser uma terapia, é uma fonte para gerar renda. Se for de forma consciente, ela acrescenta, melhor ainda. 

"Temos um lixo rico em nossas casas. Com a coleta seletiva e outras práticas de reaproveitamento, é possível produzir peças lindas de artesanato e ainda contribuir para a diminuição de lixo nas nossas matas, ruas e mares. E tudo isso gerando renda", diz a artesã, que participa do evento. 

Em outra frente de conscientização, a feira terá palestras sobre questões ligadas ao meio ambiente, como coleta seletiva, desafios para a despoluição da Baía de Guanabara e descarte correto de resíduos. As conferências foram organizadas em parceria com a ONG Guardiões do Mar. 

"Teremos ainda bate-papo com youtubers que trabalham com artesanato sustentável. Elas darão dicas sobre maneiras eficazes para o artesão atrair clientes nas redes sociais", diz Roberto Santos.

O estande para troca de peças de artesanato entre os visitantes do evento também terá proposta sustentável: só serão aceitas peças produzidas a partir de materiais recicláveis. Como nas edições anteriores, haverá oficinas específicas para pessoas com deficiência.  

detalhes do evento

ENTRADA

Os ingressos estão à venda nas lojas Caçula, das 8h às 19h, ou no Centro de Convenções SulAmérica, que fica na Avenida Paulo de Frontin 1, Cidade Nova. R$ 20 (R$ 10 meia-entrada). A organização espera receber mais de 27 mil visitantes.

CASA ECOLÓGICA

No espaço da feira será montada uma casa de quatro cômodos com móveis feitos de pallet e com decoração em artesanato. "Queremos mostrar para o público que é possível montar e decorar a casa de forma ecologicamente correta e acessível, com matérias-primas como o pallet, tonel e pneus", diz Roberto Santos, diretor da Rio Artes Manuais.

COLETA SELETIVA

A feira terá postos de coleta seletiva para envio do lixo orgânico produzido no evento para compostagem. Ecobags exclusivas da feira serão comercializadas para reduzir a utilização de sacolas plásticas no local.

DESFILE

A programação inclui um desfile de moda com roupas feitas com materiais recicláveis. A ideia é fazer com que o público perceba novas funções para itens que seriam descartados.

REDE DE CONTATOS

Segundo Santos, a feira possibilita que o artesão crie uma rede de relações para divulgação e venda de artesanato, além de acesso a informações sobre gestão de negócios.

CADASTRO

Durante o evento haverá cadastramento de artesãos no Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), que dá acesso a cursos de capacitação, feiras e eventos apoiados pelo PAB, do governo federal.

Galeria de Fotos

A 13ª edição do evento tem início hoje, com estandes de mais de 50 fabricantes de insumos para artesanato Márcio Mercante
A confecção de bonecos de crochê é uma das técnicas ensinadas Divulgação
Feira Rio Artes Manuais / arte para todos, no Centro de Convenções Sulamerica, no Estácio. Quiosque do jornal O Dia Márcio Mercante
Oficinas gratuitas acontecem de hora em hora em todos os estandes Márcio Mercante
A feira Rio Artes Manuais teve oficinas sobre diferentes técnicas Márcio Mercante
Como na edição de 2018, o DIA terá um estande na área do evento para se relacionar com o público Márcio Mercante

Comentários