Empresa premia alunos da Zona Oeste com bolsa de R$ 4,5 mil

Incentivo é para jovens de Santa Cruz e região que comprovem bom desempenho acadêmico em faculdades de Engenharia

Por O Dia

Bolsas beneficiarão estudantes que tiverem CR igual ou acima de 7
Bolsas beneficiarão estudantes que tiverem CR igual ou acima de 7 -
Os estudantes de engenharia que moram em Santa Cruz e região vão ter mais um incentivo para se dedicar aos estudos. O Grupo Techint vai oferecer 20 bolsas únicas de R$ 4,5 mil para os alunos das áreas de mecânica, de produção, metalúrgica, de materiais, elétrica e química que se destacam pelo seu desempenho acadêmico. As inscrições vão até 13 de maio, pelo site vagas.com.br/ternium.
Podem se candidatar os estudantes de 18 a 22 anos dos cinco primeiros semestres da graduação em engenharia que tiverem CR igual ou superior a 7, não tenham sanções ou ocorrências disciplinares no segundo semestre de 2018 e sejam moradores dos bairros de Santa Cruz, Realengo, Bangu, Senador Camará, Santíssimo, Campo Grande, Cosmos, Paciência, Sepetiba, Pedra de Guaratiba e Guaratiba ou das cidades de Itaguaí e Seropédica.
Segundo a empresa, terão prioridade os alunos que moram em Santa Cruz, local em que está instalada a fábrica da siderúrgica Ternium, uma das maiores produtoras de aço da América Latina, e que faz parte do Grupo Techint. O processo seletivo conta com as etapas de inscrição, testes online e atividade presencial. A premiação será no dia 13 de junho. As bolsas fazem parte do Programa Educacional Roberto Rocca, que tem o objetivo de valorizar e reforçar uma cultura de esforço e excelência acadêmica para alunos de universidades públicas.
Apoio em 10 países
Segundo a empresa, o Programa Educacional Roberto Rocca foi criado há 14 anos e, só em 2018, foram oferecidas 447 bolsas a nível global para estudantes de mais de 80 universidades em cerca de 10 países. Com as bolsas, o Grupo Techint pretende valorizar e dar condições para promover a graduação universitária em carreiras de engenharia nos territórios em que atua.

Comentários