Mais Lidas

Brasil está em 59ª em ranking de potencial de digitalização

Neste ano, país subiu três posições em comparação ao estudo elaborado em 2018

Por

Seguro de vida
Seguro de vida -

Rio - Um relatório anual que avalia o potencial de digitalização de empresas tradicionais e geração de empresas digitais coloca o Brasil na 59ª posição em um ranking composto por 115 países. A terceira edição do levantamento, elaborado pela Euler Hermes, multinacional de seguro de crédito, foi divulgado na quarta-feira. Neste ano, o Brasil subiu três posições em comparação ao estudo elaborado em 2018. Estados Unidos e Alemanha lideram o ranking. A Dinamarca, que apareceu em 12º lugar no ano passado, subiu para a terceira posição.

A pontuação é baseada em quatro componentes: regulação, conhecimento, infraestrutura e tamanho. "Nesse contexto, o estudo avaliou que o Brasil, como país emergente, teve mais acertos que erros. Muito se deve ao momento de reformas pró-negócios que o país enfrenta, e que melhorou sua pontuação do índice", explica Felipe Tanus, diretor de riscos da Euler Hermes.

O estudo aponta, ainda, que países emergentes, como Brasil, China, Índia, Turquia, Quênia e Marrocos, investiram na regulamentação de ativação digital e passaram a acompanhar o crescimento do mercado global. "Grandes mercados mundiais, como o americano, subiram suas taxas de juros. Somado à insegurança criada pelas tarifas comerciais impostas pelo Governo Trump, isso pode explicar a necessidade do grupo em melhorar sua atratividade de investimentos para acelerar a digitalização".

GAMIFICAÇÃO

Um aplicativo de previdência privada com proposta de gamificação para engajar a família no investimento foi a inovação premiada na segunda edição do Hacka GR1D, hackathon voltado ao desenvolvimento de soluções para o mercado de seguros. A maratona de programação ocorreu entre os dias 14 e 15 de setembro, no We Work Carioca, no Centro do Rio.

ALTA DE 11,3%

A arrecadação do setor segurador foi de R$ 151 bilhões (sem Saúde e DPVAT) de janeiro a julho deste ano, alta de 11,3% em comparação ao mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados pela Confederação das Seguradoras (CNseg).

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários