Segundo suspeito por ataque contra Bolsonaro é detido em Minas Gerais

Ele foi ouvido na Polícia Federal em Juiz de Fora

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Candidato foi esfaqueado na tarde desta quinta durante campanha em Juiz de Fora (MG)
Candidato foi esfaqueado na tarde desta quinta durante campanha em Juiz de Fora (MG) -

Minas Gerais - Um segundo homem, suspeito de participação no atentado contra o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi detido pelas forças policiais na cidade de Juiz de Fora. As informações são do Superintendente da Polícia Judiciária, Carlos Capistrano.

O suspeito, que não teve a identidade revelada, teria sido ouvido na Polícia Federal em Juiz de Fora. "Há informação de um segundo suspeito no caso. As investigações estão em andamento mas já temos a identificação de um provável segundo suspeito na cena do crime", disse o superintendente.

O atentado

Jair Bolsonaro foi atingido por uma facada quando fazia campanha em Juiz de Fora (MG). Logo após o atentado, o agressor foi preso pela Polícia Federal. Identificado como Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, ele foi conduzido por policiais federais para a Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora, para prestar depoimento.

Antes de ser retirado do local, o suspeito chegou a apanhar de pessoas que acompanhavam o evento. Bolsonaro foi encaminhado para o hospital, onde se submeteu a uma cirurgia.

Galeria de Fotos

Candidato foi esfaqueado na tarde desta quinta durante campanha em Juiz de Fora (MG) FABIO MOTTA / ESTADÃO
Flavio Bolsonaro no hospital onde Jair Bolsonaro está internado AFP PHOTO / Fabio TEIXEIRA