Contra-ataque: O futuro do Botafogo é complicado

Alvinegro vive momento de turbulência

Por pedro.logato

Rio - Muitos torcedores do Botafogo desistiram de ver o jogo contra o Goiás no meio e mudaram de canal para tentar ver coisa melhor na Libertadores. Mas, se o Cruzeiro não empolgou ninguém, eliminado por um time apenas organizado como o San Lorenzo, o Botafogo foi uma lástima. Mesmo no primeiro tempo, quando ainda houve um mínimo de intensidade,o Botafogo foi dispersivo, tinha dificuldades de penetração e mostrava sempre lentidão e indecisões na defesa. Dava a impressão de que Eduardo Hungaro ainda não tinha saído do comando. Quem se lembrava do jogo contra o Criciúma, não entendia nada, até porque o público em Juiz de Fora apoiava e mostrava confiança. O segundo tempo conseguiu ser bem pior porque, a partir do primeiro gol do Goiás, o Botafogo mostrou nervosismo. Não teve força para nada e fez voltar o pesadelo de que esse time é fraquíssimo e somente Sheik e Jefferson não conseguirão evitar uma séria ameaça de rebaixamento.

Botafogo acabou derrotado em Juiz de ForaDivulgação

EM CHAMAS

A greve da polícia em Pernambuco já adiou jogos do Brasileiro em Pernambuco e é mais um episódio lamentável do tumulto que tomou conta do país, principalmente por ser véspera de uma Copa. Não se sabe até onde isso vai parar, mas o clima é o pior possível e, no exterior,o turista já teme pelo que possa acontecer. Ninguém esperava que as coisas, exatamente agora, chegassem a esse ponto e a Copa virou de vez a grande referência para todas as reivindicações, justas ou não.

ATÉ QUE ENFIM!

O Flu já contratou Fabrício e Henrique deve chegar depois da Copa. É possível que não sejam craques, até porque não há grandes zagueiros dando sopa, mas mostra a disposição do clube de reforçar o setor mais carente. Cristóvão (foto) já deu uma melhorada no esquema tático com marcação concentrada mas é claro que isso está exigindo um grande desgaste do meio campo e até de jogadores da frente, como Sóbis e Wagner. Com zagueiros mais firmes, tudo fica mais fácil.

O FIASCO

No fim do jogo, a torcida do Cruzeiro aplaudiu e reconheceu o esforço dos jogadores. Muito bonito, mas isso não esconde o fato de que faltou bola ao campeão do Brasil para eliminar o San Lorenzo e que o futebol brasileiro, a nível de clubes, anda em crise. O San Lorenzo não é nada de mais, apenas um time disciplinado e bom de contra-ataque. Mas dá toda a pinta de que vai levar a Libertadores. Ficou claro que a defesa do Cruzeiro é frágil e Dedé não merecia a Seleção.

SEM FORÇA

A semana de estreias no cinema é morna. Há muitos lançamentos nacionais mas somente um, ‘Praia do futuro’, promete alguma coisa pelo bom elenco comandado por Wagner Moura e pelo currículo do diretor Karim Aïnuz. ‘A recompensa’, com Jude Law, é um thriller inglês com razoáveis possibilidades mas, o melhor, para quem está no atraso, é ir às continuações: ‘Amante a domicílio’ com Woody Allen, ‘Getúlio’, ou a surpresa paraguaia ‘Sete caixas’, com sua mistura de gêneros.

NUVENS PESADAS ESCURECEM A GÁVEA

O episódio da demissão de Jayme continua causando mal-estar no Flamengo mas, por incrível que pareça, não é pela demonstração explícita de mau-caratismo. A turma procura saber quem vazou a informação da mudança para a mídia e já houve até ameaças de demissão, crises mal contornadas e cabeças a prêmio, como é até o caso de Wallim. Reforços ? Ninguém sabe, ninguém viu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia