Filipe Luis diz que Atlético de Madrid não jogará sob pressão diante do Barça

Partida no Camp Nou decide quem será o Campeão Espanhol de 2014

Por ulisses.valentim

Filipe Luis acredita que o Atlético irá encarar o Barcelona em igualdadeDivulgação

Espanha - O brasileiro Filipe Luís, lateral do Atlético de Madrid, advertiu nesta quinta-feira que sua equipe não jogará "sob pressão", mas com uma "responsabilidade muito bonita" na partida de sábado perante o Barcelona, ao mesmo tempo em que disse que este "talvez seja um dos momentos mais importantes da história deste clube".

"Não diria que temos uma pressão, mas uma responsabilidade muito bonita. Nós mesmos conseguimos nos colocar aqui e passar por equipes dificilíssimas, como passamos ao longo do Campeonato Espanhol e da Liga dos Campeões. Sabemos que não foi fácil chegar, e fizemos com muito trabalho, suor e é preciso ter esse adicional a mais para acabar bem esta temporada", avaliou no site do Atlético.

"A equipe fisicamente está perfeita. Não há nenhuma equipe que nos supere fisicamente. Em todos estes anos que estou aqui, é o melhor momento físico em que está a equipe. Fisicamente, estamos mais preparados para aguentar estas partidas que restam", disse Filipe.

"É fundamental estarmos muito fechados e muito juntos, que o jogo do Barcelona não nos hipnotize, que nós sejamos agressivos, não violentos, mas sim agressivos e intensos na hora de defender e fazer uma partida incômoda para o Barcelona. Essa é a chave para vencer", repassou a dois dias da final do Camp Nou.

Filipe espera uma partida "na mesma linha das outras cinco" que jogaram nesta temporada contra o Barcelona, "uma das melhores equipes do mundo, com muitíssima qualidade e que quase não perde a bola". "Eles jogam em sua casa e ganhando sabem que levam o Campeonato. Vai a ser uma partida assim, nós defendendo fortes, tentando sair no contra-ataque e eles com o controle e a posse", declarou. O lateral, pessoalmente, está em seu "melhor momento".

"Os jogadores vivem seus melhorres momentos quando a equipe acompanha. E a equipe esteve bem em toda a temporada", acrescentou o jogador, que acredita que pode subir mais seu nível. "Ainda acho que não cheguei ao melhor momento. Com um, dois ou três anos a mais vou estar no melhor nível da minha carreira".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia