Presidente da Portuguesa é punido pela Conmebol por utilizar Justiça Comum

Tribunal de Disciplina da entidade abriu processo contra o clube paulista e seu mandatário

Por ulisses.valentim

São Paulo - A Conmebol abriu um processo disciplinar contra a Portuguesa e seu presidente, Illídico Lico, por terem se utilizado da justiça comum para recorrer de uma decisão na justiça desportiva.

Em 2013, por conta da escalação irregular de Heverton, o STJD puniu a equipe paulista com a perda de quatro pontos. Por conta disso, a equipe do Canindé acabou rebaixada para Série B.

Como medida provisória, o Tribunal Disciplinar concordou com a suspensão, por 60 dias, de Ilídio Lico, presidente da Lusa, de qualquer atividade relacionada com futebol.

Ilídio Lico foi punido pela ConmebolDivulgação

Essa não é a primeira vez que o clube sofre uma punição desse tipo. No começo do mês deste mês, o STJD já tinha punido a Lusa com uma multa de R$ 50 mil e afastado o presidente das suas funções por 240 dias.

De acordo com a entidade máxima do futebol sul americano, a decisão de entrar na justiça comum viola um dos princípios fundamentais do sistema normativo do futebol mundial que está descrito no artigo 68.2 do Estatuto da Fifa e do artigo 68.1 do Estatudo da Conmebol.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia