Por pedro.logato

Austrália - O tempo disse. Uma comparação que virou fenômeno na Internet ganha vida nesta sexta-feira, às 7h05 (horário de Brasília), quando Brasil e Argentina entram em campo em Melbourne, na Austrália. Com a camisa 10 dos hermanos, Lionel Messi, um dos maiores jogadores do planeta na atualidade, tenta conduzir a equipe argentina a uma reabilitação, importante para a auto estima na sequência das eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. No banco de reservas da seleção brasileira, restará ao gaúcho Taison observar os movimentos do gênio a quem um dia foi comparado.

Messi e Taison estarão em MelbourneArte%3A O Dia Online

Foi o jornalista gaúcho Wianey Carlet que fez em seu blog a comparação que ia ganhar as redes sociais tempos depois. Em 27 de maio de 2009, Manchester United e Barcelona se enfrentavam pela decisão da Liga dos Campeões, em Roma. Destaque da partida, Messi foi autor do segundo gol da vitória de 2 a 0, ganhou o prêmio de melhor jogador do torneio e terminou como o artilheiro, com 9 gols. Era o início da trajetória gloriosa do argentino, que no mesmo ano ganharia a primeira das quatro Bolas de Ouro que já conquistou.

No mesmo dia, Taison ajudava o Internacional a vencer o Coritiba por 3 a 1, no Beira-Rio, pelas semifinais da Copa do Brasil - o Colorado seria vice daquele ano. O blogueiro imaginava que "dentro de uns 10 anos, será possível questionar quem foi melhor". No ano seguinte, o jogador foi negociado com o Metalist, da Ucrânia, e o insucesso na previsão do blogueiro virou meme na Internet. Atualmente, Taison defende o Shakhtar Donetsk.

Sem surpresas - e também sem Taison -, o técnico Tite escalou a seleção com os seguintes jogadores: Weverton, Fagner, Thiago Silva, Gil e Filipe Luís; Fernandinho; Paulinho, Renato Augusto, Philippe Coutinho e Willian; Gabriel Jesus.
Sampaoli, em sua estreia sob o comando da seleção argentina, deve colocar a campo Romero, Otamendi, Maidana e Mercado; José Luiz Gómez, Biglia e Banega; Messi, Dybala e Di María; Higuaín.

Você pode gostar