'Muita gente ganha salário de craque, mas não é', afirma comentarista em programa de TV

Edmundo alega que muitos jogadores retornam ao Brasil em condição de ídolo, mas se tornam atletas comuns

Por O Dia

Edmundo é um dos maiores ídolos da história do Vasco
Edmundo é um dos maiores ídolos da história do Vasco -

São Paulo - O comentarista Edmundo não está satisfeito o reconhecimento que alguns jogadores estão recebendo. Durante o programa 'Expediente Futebol', o ex-jogador avaliou que existem muitos atletas no Brasil recebendo remunerações além do que merecem. 

Para Edmundo, alguns jogadores retornam da Europa considerados craques, mas se tornam jogadores comuns. 

"Os que sobram com nome na Europa chegam com status de craques, mas viram jogadores comuns, burocráticos. Sem citar nomes, eles ficam de biquinho. Tem muita gente que ganha salário de craque, mas não é craque", afirmou o ex-jogador.

O comentarista afirmou ainda que Rodrygo, Lucas Paquetá e Vinicius Junior só conseguirão atingir a condição de craque atuando no futebol europeu.

"Tem alguns jogadores que têm chance de serem craques, como Rodrygo, Paquetá, Vinícius Júnior. Aspirantes a craques. Não vemos eles sendo craques no Brasil", opinou.

Últimas de Esporte