Ex-comentarista do grupo Globo é condenado a quatro anos de prisão

Profissional foi colocado na 'geladeira' por emissora

Por O Dia

-

Rio - O ex-comentarista de tênis do SporTV, Dacio Campos, foi condenado a quatro anos de prisão. Ele e o  ex-presidente da Confederação Brasileira de Tênis (CBT), Jorge Lacerda, estão envolvidos em um processo que investiga desvios de recursos da Lei do Incentivo ao Esporte. As informações são do portal "UOL".

A sentença em primeira instância teria sido proferida no último dia 11 de dezembro pela juíza federal Raecler Baldresca, que permitiu a substituição de quatro anos de reclusão em regime aberto por penas de prestação de serviços à comunidade ou a entidades públicas, além do pagamento de um salário mínimo mensal a uma entidade pública ou privada.

Dacio Campos foi o principal comentarista de tênis do SporTV até o início de 2017. Ele acabou sendo colocado na "geladeira" enquanto o seu contrato não chegava ao fim, o que ocorreu em meados do ano passado. O afastamento coincidiu com a denúncia que o tornou réu no processo que agora teve sua primeira sentença.

Jorge Lacerda foi presidente da CBT entre 2004 e 2016, deixando o cargo já abalado por escândalos de corrupção e um ano antes do fim do mandato. O dirigente elegeu um membro da "mesma gestão": o então diretor-executivo Rafael Westrupp, que antes havia sido apadrinhado por Lacerda para presidir a federação estadual do seu estado, Santa Catarina. Ao assumir, Westrupp chegou a dizer que teria auxílio do antecessor para gerir a CBT.

Galeria de Fotos

Reprodução
Dacio Campos Reprodução

Últimas de Esporte