Tite destaca atuação do setor ofensivo: 'As coisas aconteceram'

Técnico destaca vitória antes da primeira partida para Copa América. Além disso, comenta da estratégia de jogar com Gabriel Jesus e Firmino e ainda fala da lesão de Arthur

Por Lance

Brasil venceu por 7 a 0 neste domingo
Brasil venceu por 7 a 0 neste domingo -
A Seleção Brasileira não teve dificuldades para vencer no último amistoso antes da Copa América. Neste domingo, o Brasil goleou Honduras por 7 a 0, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Após o confronto, o técnico Tite parabenizou a equipe e também comentou sobre as estratégias com Firmino e Gabriel Jesus.

"Significa que soubemos tirar vantagem de uma equipe que estava com jogador a menos. Conseguimos construir essa série de oportunidades, levando vantagem. Isso poderia dar mais profundidade ao Dani, ia para dentro pela direita com Richarlison. As coisas aconteceram", afirmou.

O treinador também falou sobre as táticas implementadas, com Roberto Firmino e Gabriel Jesus. Ambos se destacaram na goleada.

"Você tem a resposta, os atletas têm também. Fico muito feliz com a ascensão do Gabriel, retomada de confiança. Precisão da finalização começa a entrar mais. Ele está sorrindo. Tem concorrência e atleta que vem já com a titularidade, pelos jogos que fez, grande desempenho que teve. Registro o bom nível dos dois", disse.

O Brasil faz o jogo de abertura e a estreia no torneio continental, pelo Grupo A, na sexta-feira. A Seleção vai encarar a Bolívia, no Morumbi, às 21h30 (de Brasília)

Outros trechos da coletiva:

Arthur:
Arthur está bem, conversei com ele, disse que foi só uma pancada. Sem passar por cima do doutor (Rodrigo Lasmar), depois vai dar sua avaliação, mas só pelo aspecto dele, ele está bem.

Passo a passo:
Uma equipe campeã se constrói durante a competição, ela prende durante a competição, ela passa por adversidades, se confirma durante a competição. Essa novamente. A cada passo, a cada jogo. Ter essa confiança, essa consistência. Hoje eu falei em precisão de finalizações, não dá para contar, mas dá pra exigir precisão.

Público:
Expectativa era mais, pensei que viesse mais gente. Mas não sei dizer o porquê. Se fosse jogo de Copa América, jogo valendo, traz apelo maior. Ontem fiquei contente porque os atletas puderam contribuir com ato solidário, hoje nos agradecemos. Pequenas coisinhas são significativas para poder contribuir com um pouco de igualdade social.

David Neres:
São oportunidades, o campo fala. Ele tem entrado bem. Eu tinha dado uma série de oportunidades ao Cebolinha, falo Cebolinha até para deixar ele descontraído. É a vez dele.