Nadadora desclassificada de prova porque 'as nádegas se tocavam' recupera a vitória

Breckynn Willis havia perdido sua medalha

Por IG - Esporte

Breckynn Willis
Breckynn Willis -
A jovem nadadora Breckynn Willis viveu uma situação inusitada e constrangedora neste final de ano. No mês de setembro, ela venceu a prova dos 100 metros nado livre de uma competição na cidade de Anchorage, no Alasca, EUA, mas acabou sendo desclassificada e perdeu a medalha.

Os organizadores do evento na Dimond High School explicaram que retiraram a vitória da nadadora de 17 anos de idade porque ela "mostrou demais".

De acordo com os juízes do campeonato, Breckynn Willis usava um maiô que deixava boa parte das nádegas à mostra. Agora, três meses depois, após apelação feita nos órgãos competentes dos EUA, ela conseguiu recuperar a medalha de ouro. 

O árbitro que desclassificou a nadadora disse que, com o maiô usado por Breckynn, "as nádegas se tocavam".

Modelo considerado 'apropriado'; o pontilhado vermelho marca o maiô 'inapropriado' de BreckynnReprodução

Dreamer Kowatch, irmã da atleta e que também é nadadora, já teve problemas com o mesmo juiz por causa de um maiô "irregular".

O técnico de Breckynn e treinadores de outras equipes que participavam da competição foram unânimes na reclamação e indicaram que a desclassificação aconteceu por conta de uma medida machista.

Breckynn Willis foi desclassificada por causa do seu maiô, mas recuperou medalhaInstagram

Vale lembrar que a nadadora havia usado o mesmo maiô em três competições anteriores e nada de irregular foi relatado.

Segundo o The Sun, uma comissão concluiu que Breckynn Willis sofreu discriminação por ter corpo curvilíneo, já que o maiô que ela usava era do mesmo tamanho do das outras nadadoras. Além disso, os organizadores e árbitros deveriam comuniciar qualquer suposta violação antes da prova.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários