De portões fechados, Honda faz gol, mas Fogão só empata

Em jogo sem público por causa da pandemia do coronavírus, japonês vai bem, mas Alvinegro fica no 1 a 1 com o Bangu e se complica na Taça Rio

Por LUCIANO PAIVA

Jogadores do Botafogo entram no Nilton Santos usando máscaras no último domingo
Jogadores do Botafogo entram no Nilton Santos usando máscaras no último domingo -

Todas as atenções, mesmo com os portões do Estádio Nilton Santos fechados por causa da pandemia de coronavírus, estavam voltadas para a estreia do japonês Keisuke Honda com a camisa do Botafogo. E, em campo, o apoiador correspondeu, fez seu primeiro gol — cobrando pênalti com muita categoria —, mas, no fim, já no banco de reservas, viu o Glorioso só empatar com o Bangu, em 1 a 1, ontem, pela terceira rodada da Taça Rio.

O tropeço deixou o clube da Estrela Solitária em situação ruim no Grupo A: com quatro pontos e na quarta colocação, atrás de Bangu, Boavista (ambos com quatro e melhores saldos) e Flamengo (nove).

Agora, em função da paralisação das competições organizadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Alvinegro não sabe quando voltará a campo pela Copa do Brasil — jogaria na quarta-feira, com o Paraná, no Estádio Durival de Britto. A expectativa é que hoje o Campeonato Carioca também seja suspenso — haverá reunião pela manhã na Ferj para avaliar o assunto. 

Marcelo sai cedo do jogo

Quando a bola rolou, logo com um minuto, o Bangu quase abriu os trabalhos. Pouco depois, Marcelo Benevenuto, com lesão muscular, foi substituído por Ruan Renato. Não demorou muito para Honda mostrar qualidade, criando duas excelentes oportunidades para a equipe pular na frente. Um pouco melhor do que os visitantes, o Botafogo chegou ao gol aos 28, quando Honda — em pênalti inexistente do goleiro Matheus Inácio em Rafael Navarro —, cobrou bem e balançou a rede.

Com toques curtos e alguns lançamentos precisos, o camisa 4, mesmo sem ritmo em função do longo período de inatividade, demonstrou que será muito útil ao técnico Paulo Autuori. A primeira etapa alvinegra foi satisfatória, mas, aos poucos, o Bangu começou a colocar as mangas de fora.

Na etapa final, como de costume, o Alvinegro caiu de rendimento. E as coisas pioraram aos 13 minutos, quando Rhainer recebeu livre na área e tocou por cima de Gatito, mostrando categoria: 1 a 1. Pouco tempo depois Honda acabou substituído por Luiz Fernando. O japonês, com cara de poucos amigos, não gostou da decisão do treinador. Preguiçoso, o Botafogo ainda acertou uma bola na trave com Alex Santana nos acréscimos, mas o resultado acabou sendo justo.

Galeria de Fotos

Jogadores do Botafogo entram no Nilton Santos usando máscaras no último domingo Vitor Silva / Botafogo
Honda. Botafogo x Bangu pelo Campeonato Carioca no Estadio Nilton Santos. 15 de Marco de 2020, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/Botafogo. .Imagem protegida pela Lei do Direito Autoral Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Vitor Silva / Botafogo

Comentários