Fifa estuda aumentar limite de idade na Olimpíada; ex-jogador do Flamengo pode ser beneficiado

Por conta do adiamento da competição, a entidade estuda aumentar o limite para 24 anos

Por O Dia

Infantino: presidente da Fifa
Infantino: presidente da Fifa -
Tóquio, Japão - Prevista para iniciar no próximo mês de julho, as Olimpíadas de Tóquio foram adiadas por conta da pandemia do novo coronavírus. O Comitê Olímpico Internacional não estipulou a nova data, mas existe a possibilidade de ocorrer até o verão de 2021. Para não prejudicar os jogadores de futebol em relação ao limite de idade para participação do torneio, a Fifa estuda aumentar esse limite para 24 anos.

A ideia é dar oportunidade aos atletas de até 23 anos para participar do torneio, visto que grande parte faz 24 na segunda metade de 2020. Lucas Paquetá, Caio Henrique, Gabriel Jesus, Bruno Guimarães, e Matheus Henrique são alguns desses casos. A Fifa não pretende alterar a regra de até três jogadores com mais de 23 anos nas Olimpíadas. Confira parte do comunicado da Fifa após o adiamento da Tóquio-2020.

"A Fifa acredita firmemente que a saúde e o bem-estar de todas as pessoas envolvidas em atividades esportivas devem sempre ser a maior prioridade e, como tal, saudamos a decisão de COI de hoje. Além da decisão do COI, a FIFA trabalhará com as partes interessadas para tratar de todos os principais assuntos relacionados a este adiamento", trouxe parte do comunicado da entidade máxima do futebol mundial.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários