Cheerleaders do Washington Redskins - Reprodução
Cheerleaders do Washington RedskinsReprodução
Por O Dia
Rio - Escândalo no futebol americano. Dirigentes do Washington Football Team (antes conhecidos como Redskins) foram acusados por 25 mulheres, que eram cheerleaders da equipe, de erem gravado imagens de nudez sem que elas tivessem conhecimento em 2008.
Publicidade
O jornal norte-americano "The Washington Post" afirma que Daniel Snyder, dono da franquia de Washington, teria feito o pedido para que as gravações fossem feitas e Larry Michael, um dos vice-presidentes da companhia, também estaria envolvido.
O escândalo vem a tona pouco mais de um mês após denuncias publicadas pelo mesmo jornal de que 15 ex-funcionárias da franquia alegaram ter sofrido assédio sexual e abuso verbal durante seu tempo trabalhando pelo Washington Football Team (antes conhecidos como Redskins).
Publicidade
Mais de cem pessoas foram entrevistadas pelo Washington Post, entre funcionários e ex-funcionários e o jornal obteve relatórios internos que indicam que Snyder preside uma organização que trata as mulheres de forma discriminatória e exploratória. O dono da franquia, no entanto, nega as acusações.