Velório de Maradona começou em Buenos Aires - AFP
Velório de Maradona começou em Buenos AiresAFP
Por O Dia
Argentina - O advogado Matías Morla utilizou suas redes sociais para indicar que vai lutar por uma investigação a respeito da forma como Diego Maradona morreu. De acordo com ele, o ídolo argentino "não teve a atenção" devida durante 12 horas, apesar de ter uma equipe médica disponível em casa, e afirmou que a ambulância demorou a chegar para atendê-lo.
Publicidade
"É inexplicável que durante 12 horas meu amigo não tenha tido a atenção por parte do pessoal de saúde dedicado a esses fins. A ambulância demorou mais de meia hora para chegar, o que foi uma idiotice criminosa", afirmou.
LEIA MAIS: Confira mais imagens do velório de Diego Maradona

De acordo com informações do jornal argentino "Olé", Diego Maradona acordou cedo na última quarta, tomou o café, caminho por algumas horas e retornou para a cama. Tudo isso fazia parte da sua rotina. Ele teria que se levantar mais uma vez às 12h, algo que não aconteceu. Por conta disso, a sua enfermeira particular entrou no quarto para chamá-lo e viu o ex-jogador desmaiado.
Publicidade

Com isso, a equipe médica que trabalhava com o ídolo argentino nas últimas semanas teria chamado socorro, com ligações pedindo ambulâncias, além de busca por ajuda dentro do condomínio onde o astro estava morando. Nove ambulâncias teriam chegado ao local, algumas com grande atraso, no entanto, algumas teriam sido rápidas. Apesar disso, as tentativas de reanimação não funcionaram diante da parada cardiorrespiratória.