Aos 25 anos, Santos Borré é o maior goleador do River Plate na era  Gallardo, com 47 gols - Reprodução Internet
Aos 25 anos, Santos Borré é o maior goleador do River Plate na era Gallardo, com 47 golsReprodução Internet
Por O Dia
São Paulo - Com o aval do técnico Abel Ferreira, o Palmeiras avalia a contratação do atacante Rafael Santos Borré, do River Plate, da Argentina. Atual campeão da Libertadores e finalista da Copa do Brasil, o Verdão prioriza a chegada de um camisa 9, uma carência identificada ao longo de 2020. Embora o colombiano tenha contrato com o Millionarios até o fim de junho, a negociação não é simples. 
Além da valorização no mercado, o atacante, de 25 anos, tem os direitos econômicos divididos entre River Plate e Atlético de Madrid, da Espanha. Atrelada à prioridade de renovação, River tem a obrigação de adquirir, obrigatoriamente, 25% do clube espanhol, avaliados em cerca de 3,5 milhões de euros (cerca de R$ 22,7 milhões), para prorrogar o vínculo.

Para contratá-lo antes do fim do presente compromisso, o Palmeiras terá que abrir os cofres, a exemplo do Atlético-MG, que desembolsou mais de R$ 32 milhões para tirar o apoiador Nacho Fernández de Buenos Aires. Com o orçamento limitado, o clube paulista dependeria de um aporte de sua patrocinadora. Apesar da carência, o Verdão não entrou na disputa os atacantes Hulk, ex-Shanghai SIGP, da China, e Diego Costa, ex-Atlético de Madrid, da Espanha.
Publicidade
Em alta, Borré tem recebido consultas interessantes de clubes do Estados Unidos e da Europa. Em entrevista recente à 'Radio Caracol', da Colômbia, afirmou que avaliaria qualquer proposta, mas vê as ligas da Itália e da Inglaterra como as de maior interesse.