Presidente do Botafogo lamenta vice da Juve: 'Queria a final em preto e branco'

Carlos Eduardo Pereira brincou sobre a decisão da Liga dos Campeões e sobre uma possível projeção do Mundial de Clubes, que será em Abu Dhabi

Por O Dia

Rio - Presente no sorteio das quartas de final da Copa do Brasil, realizado nesta quarta-feira, na sede da CBF, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, teve que falar sobre o desfecho de outra competição. Com o Glorioso classificado para as oitavas de final da Libertadores, o mandatário foi perguntado sobre o Real Madrid, que se sagrou campeão da Liga dos Campeões neste sábado ao derrotar a Juventus. O presidente alvinegro brincou ao afirmar que preferia enfrentar a Velha Senhora em uma eventual decisão do Mundial de Clubes da Fifa. O campeão da Libertadores, assim com o da competição europeia disputam a competição no mês de dezembro em Abu Dhabi.

"Olha, torci para a Juventus para a gente fazer uma final em branco e preto, mas não foi posssível (risos). É uma outra realidade a Europa, primeiro vamos pensar aqui no Atlético-MG, o Santos na quarta-feira... Um degrau de cada vez (risos)", disse o presidente.

Carlos Eduardo Pereira brincou com a derrota da Juventus na final da Liga dos CampeõesVitor Silva / SS Press

Sobre o próximo rival na Copa do Brasil, o presidente pregou respeito. O Botafogo terá pela frente o Atlético-MG, uma das melhores equipes do Brasil. O mandatário, porém, lembrou que o a equipe carioca já passou por muitos rivais capacitados na temporada.

"Em um momento desses, você não tem como determinar, escolher um adversário é até perigoso. O futebol é um esporte cheio de armadilhas (risos). Na Libertadores, naquele primeiro sorteio em que a gente pegou Colo-Colo, Olimpia, Atlético Nacional... Pessoal brincou comigo: "Você foi sem meia para o sorteio?" (risos). Foi o pior caminho e felizmente a gente conseguiu superar essa primeira fase. Todas grandes equipes, grandes elencos, não tinha o que escolher. Vamos enfrentar o Atlético-MG, um elenco fantástico, mas confio muito no Botafogo e na torcida", afirmou.

Por fim, o assunto Sassá foi novamente abordado. O presidente alvinegro negou que já tenha se chegado a um desfecho sobre o futuro do jogador. Carlos Eduardo admitiu a proposta do Cruzeiro, mas disse que ainda faltam detalhes para que o futuro do atleta seja conhecido.

"Temos várias pessoas anunciando propostas, negociações, gente da Europa, da Rússia, do Brasil, enfim... Nada concreto ainda. Acho difícil (permanência do atacante) pela questão do contrato. Não houve uma aproximação, a pedida dele foi totalmente fora da realidade do Botafogo. (...) O Marcos Vinícius veio, fez alguns exames, nossos médicos pediram alguns outros exames complementares que provavelmente ele fará lá em Belo Horizonte. (Troca) É uma possibilidade, a negociação com o Cruzeiro existe", concluiu.