Presidente do Botafogo, Durcesio Mello - Vitor Silva/Botafogo
Presidente do Botafogo, Durcesio MelloVitor Silva/Botafogo
Por O Dia
Rio - O presidente do Botafogo, Durcesio Mello, deu uma entrevista ao site "Off The Pitch" e deu mais informações sobre o plano de abertura do clube para investimentos de terceiros, conhecido pelos torcedores como Botafogo S/A. De acordo com o mandatário, são seis fundos interessados, de diversas partes do mundo.
Publicidade
"Dois europeus, um árabe-americano, um chinês e um americano. E também há um fundo brasileiro. São seis interessados. Não é vender o clube, até porque há o clube social onde estão a sede, as piscinas, os sócios. Isso ficará conosco. Estamos apenas terceirizando o futebol.", disse o presidente, que pretende um contrato de exploração do futebol do Botafogo por 30 ou 50 anos.
Após o projeto inicial, comandado por Laércio Paiva, ter falhado, Gustavo Magalhães fundou o chamado Plano B, o qual Durcesio se mostra otimista.
Publicidade
"Além de ser um grande clube, o Botafogo foi o primeiro a entrar nesse processo. Nenhum outro clube brasileiro entrou nesse processo ainda. O futebol brasileiro é o maior exportador de jogadores no mundo. Hoje, na Liga dos Campeões, o Brasil é o país que tem mais jogadores. E o Botafogo se torna atrativo porque tem uma base sólida, treina e desenvolve atletas. É muito barato para os padrões europeus", concluiu.