Três jogos e uma tonelada

Por O Dia

Treinador português Jorge Jesus
Treinador português Jorge Jesus -
Jorge Jesus já começou a sentir o peso do Flamengo. E, quando digo peso, é para os dois lados: em um domingo viu o Maracanã lotado comemorando uma goleada. Na quarta, frustração ao dar adeus à Copa do Brasil. Pressão que perseguiu o time até o embarque para a partida diante do Emelec, a primeira da série de três jogos decisivos em uma semana. Sem Everton Ribeiro - verdadeiro 10 do time - e, de quebra, Vitinho, a obrigação de conseguir um resultado positivo é óbvia para as pretensões na Libertadores. A derrota seria caótica e pode respingar no clássico de domingo com o Botafogo. No Brasileiro, Palmeiras e Santos lideram com cinco pontos a mais e ambos jogam em casa na próxima rodada. A volta da Libertadores é em um cenário que tem assombrado o Rubro-Negro: decisão em noite de quarta-feira no Maraca com casa cheia. Uma tonelada em jogo. Agora resta saber para qual lado a balança vai pesar.

A POSSÍVEL VOLTA DO CEIFADOR
O atacante Henrique Dourado, que foi vendido pelo Flamengo ao Henan Jianye, da China, está recuperado de lesão, mas não vai atuar por lá, pois o clube já preencheu o número de estrangeiros permitidos. A possibilidade de voltar ao Brasil é grande. Vasco, Botafogo e o próprio Flamengo buscam um '9'. Para mim, tem vaga nos três times. Será que vamos ter ceifada no Rio novamente?

OLHO NO TERRENO 
Os irmãos Moreira Salles estão cada vez mais engajados na proximidade com o Botafogo. Fora a clara intenção de assumir o departamento de futebol do clube, assunto que está sendo tratado em reuniões do Conselho Deliberativo, João, o mais novo, tem comparecido aos jogos e se aproximado do torcedor, como fez contra o Santos, no último domingo. Uma nova era se aproxima.

MAIS EM CASA, MENOS FORA
É fora do Rio de Janeiro que o Vasco não vence uma partida pelo Brasileiro desde 2017, quando derrotou o Cruzeiro. E é dentro de casa que o time conquistou nove dos 12 pontos que tem em 2019. Vendeu o mando de campo para Brasília contra o Flamengo por dinheiro. Que não volte acontecer. São Januário muda o patamar da equipe. Isso é mais cristalino do que água. Chega de bola fora.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários