Em Grande Fase
Coluna
Em Grande Fase
Com Edilson Silva

Abre o olho, Flamengo...

Por O Dia

Odair Hellmann, técnico do Internacional: gaúchos são muito fortes
Odair Hellmann, técnico do Internacional: gaúchos são muito fortes -
O Internacional é o próximo adversário do Flamengo nas quartas de final da Libertadores e o Rubro-Negro tem que abrir, e muito, o olho contra o time gaúcho. O Colorado visitou o Cruzeiro na Copa do Brasil, que realmente passa por uma crise, mas é sempre forte no Mineirão lotado. O que se viu? Um Inter indo para cima, dominando o jogo e saindo de Belo Horizonte com 1 a 0 no placar. Para se ter noção da força do time titular dos gaúchos, nos últimos 15 jogos em que Odair Hellmann colocou o que tinha de melhor à disposição, em apenas uma partida os colorados saíram derrotados - contra o Palmeiras, pela Copa do Brasil. No Beira-Rio, a parada é mais complicada ainda: o último revés do Internacional no estádio foi em abril, pelo Campeonato Gaúcho, contra o Novo Hamburgo. Todo o estudo é necessário e agora é hora de ver a competência da comissão técnica trazida por Jorge Jesus.

TEM QUE LIBERAR!
Talles Magno tem sido o destaque do Vasco da Gama e a convocação dele para a Seleção Sub-17 é mais do que merecida. Mas estamos falando de um jogador que agora é titular de um dos maiores clubes do país e precisa ajudar o time que lhe paga. A CBF tem que liberá-lo para não ficar fora do clássico diante do Flamengo. A base é importante, mas hoje o Vasco precisa mais de Talles do que o Brasil.

CADA VEZ MAIS NÍTIDO
O atacante Fred se estressou feio com a torcida do Cruzeiro na derrota para o Internacional por 1 a 0, no Mineirão. Ao ser cobrado, o atacante mandou o torcedor tomar naquele lugar, e a fase mostra o quanto está insustentável a relação do camisa 9 com a Raposa. Estamos em agosto, mas está mais do que nítido que Fred está com a cabeça em 2020, quando voltará à sua casa: o Fluminense.

PRIORIDADES
Vasco, Botafogo e Fluminense penam com salários atrasados. No Tricolor, até que a nova administração tem achado seus meios, mas, no Cruzmaltino e no Alvinegro, o que mais me preocupa são os funcionários. Dois, três meses sem receber. Muitos não ganham mais do que R$ 2 mil. Entendo a necessidade de pagar aos jogadores, mas os trabalhadores são os que mais sofrem e deveriam ser prioridade.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários