Hora da virada antes que a temporada seja mais um drama - Foto de Daniel Castelo Branco
Hora da virada antes que a temporada seja mais um dramaFoto de Daniel Castelo Branco
Por O Dia
“O Vasco é o time da virada”. Esse canto você, vascaíno ou não, já deve ter ouvido em algum momento por aí. Marcado por grandes viradas em sua história, o Gigante da Colina está precisando de mais uma. O clube entrou na zona de rebaixamento do Brasileirão, mas terá, nos próximos dez dias, uma excelente chance para mudar os ares em São Januário. Primeiro enfrenta o Caracas, da Venezuela, amanhã, às 21h30 (de Brasília) em São Januário. Jogo válido pela Copa Sul-Americana e contra um adversário relativamente tranquilo. O jogo de volta vai acontecer na Venezuela, dia 4 de novembro, mas entre eles haverá uma partida pelo Brasileirão. O Cruz-Maltino visita o Goiás no próximo domingo e precisa vencer para sair do Z4. Vale lembrar que, em 2020, a equipe já derrotou o Goiás fora de casa, por 2 a 1, pela Copa do Brasil. Já treinando no novo CT do Almirante, Ricardo Sá Pinto teve seis dias livres para mudar a cara da equipe. É hora do português dar o seu primeiro grande cartão de visita. Hora da virada antes que a temporada seja mais um drama para a torcida vascaína, que, definitivamente, não merece isso.
Quem segura o Fluzão?
Publicidade
Olha, eu esperava sim que o Fluminense fizesse uma boa campanha no Brasileirão. Afinal, Mário Bittencourt assumiu o clube dizendo que as coisas iriam mudar. Até demorou, mas eu confiava no trabalho. Entretanto tudo está correndo melhor do que o esperado. O Fluminense hoje, sem medo de errar, tem um time de guerreiros novamente. Mesmo perdendo peças importantes como Evanilson e Gilberto. Odair Hellmann tem muito mérito por ter encontrado um Tricolor que joga bola de verdade. Vinte e nove pontos e o G4!
Pedro, o melhor 9 do Brasil
Pedro é um atacante praticamente completo
Pedro é um atacante praticamente completoLuciano Belford/Agência O Dia
Publicidade
Não estamos falando aqui de um jogador comum. Desde que surgiu no Fluminense, o Pedro já frequentava a cabeça de Tite para ser convocado. E foi. Infelizmente depois teve uma grave lesão, o que muitos temiam que poderia atrapalhar o potencial dele. Não aconteceu. Vendido à Itália, sem muitas chances, voltou ao Flamengo e hoje é o melhor 9 do futebol brasileiro. Não só pelos gols. Mas por tudo. É um atacante praticamente completo. E desfilou no Beira-Rio. Futuro é na Seleção. Ou melhor, o presente!
O japonês fica
Publicidade
Uma das estrelas da equipe do Botafogo, o japonês Honda vai ficar até o fim do Brasileirão. O contrato será estendido sem custo adicional. E acho justo porque o meia demorou a engrenar com a camisa do Alvinegro. Mas nas últimas partidas, de fato, mostrou que é um jogador acima da média por aqui. Além também de ter ganhado o carinho do grupo e do torcedor. Permanência crucial!