Além de André Santos, Brocador já 'furou' outros olhos no Flamengo

Hernane já ‘roubou’ gol de Rodolfo, Marcelo Moreno e tentou fazer o mesmo com Rafinha, sem sucesso

Por pedro.logato

Rio - Hernane é chamado de Brocador porque é artilheiro. Mas o apelido pode sugerir outro significado. O atacante é um fura-olho nato. Sua fome é capaz de despi-lo de qualquer constrangimento na hora de ‘roubar’ o gol de um companheiro. Para ele, o importante é bola na rede. No Fla-Flu de domingo, a vítima foi André Santos, impedido de marcar na estreia pela avidez do camisa 9, artilheiro do rubro-negro na temporada com 18 gols.

Hernane foi decisivo na virada do FlamengoUanderson Fernandes / Agência O Dia

“Mais uma vez me envolvi nessa polêmica (risos). Mas independentemente de quem faz o gol, o importante é a vitória. Ele (André Santos) poderia ter feito o gol, mas demorou, e eu cheguei chutando. Pedi desculpas a ele depois”, disse Hernane.

No Estadual, na vitória sobre o Nova Iguaçu por 1 a 0, Rodolfo fez boa jogada e se preparou para fazer o gol, quando Hernane apareceu de surpresa e chutou antes do meia: gol do Brocador.

Pela Copa do Brasil, a vocação para fura-olho ficou mais evidente. O Rubro-Negro enfrentou o Remo no Mangueirão e venceu por 1 a 0, em bela jogada de Rafinha. Mas como a bola passou bem perto de Hernane antes de entrar, o Brocador comemorou como se fosse o autor do gol. A malandragem, no entanto, não enganou o árbitro da partida.

Mas não é de furar olho gols que vive o Brocador. Hernane é especialista em fazer gol em clássicos. Este ano, ele disputou seis jogos contra rivais cariocas e balançou as redes cinco vezes: três diante do Fluminense, uma contra o Vasco e outra frente ao Botafogo.

“A minha concentração é a mesma em todos os jogos, mas clássico sempre é mais importante porque a torcida quer ganhar de qualquer jeito. Tento levar isso para o campo”, disse o camisa 9, que não se importa quando dizem que ele, apesar do instinto artilheiro, é ruim de bola.

“Centroavante não precisa ser craque, vive de gols. Nem Deus agradou todo mundo. Crítica é sempre bom porque nos faz melhorar”, concluiu.

Camisa 9 quer ficar com vaga de Moreno

Marcelo Moreno está liberado pelo departamento médico do Flamengo e agora aprimora a parte física. Ontem, ele correu em volta do gramado no Ninho do Urubu, mas não deve voltar ao time amanhã, contra o Goiás. Assim, dará mais uma chance para que Hernane tente, com gols, se manter na equipe titular.

“Quero jogar, fazer meus gols, até porque tenho a minha meta de 30 gols no ano e quero cumprir até o fim do campeonato. Mas isso quem decide é o Mano Menezes”, disse o camisa 9.
Hernane, no entanto, afirma que é possível jogar ao lado de Moreno.

“O Mano já deixou isso claro. Contra o Atlético-MG eu jogaria com ele, mas senti uma lesão nas costas e fiquei fora. Depende do adversário”, finalizou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia