Flamengo é dominado pelo Cruzeiro, perde e continua na zona da degola

Rubro-Negro saiu de campo derrotado por 3 a 0

Por bernardo.argento

Minas Gerais - Com brigas distintas na tabela, Cruzeiro e Flamengo se enfrentaram no Parque Sabiá, em Uberlândia, em jogo válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. A superioridade da Raposa ficou evidente ao golear o Rubro-Negro por 3 a 0, com uma atuação impecável, sobretudo no primeiro tempo.

A vitória manteve o atual campeão nacional na liderança da competição, agora somando 19 pontos. Já o time carioca se afundou ainda mais na tabela, podendo terminar a rodada na última colocação, com apenas sete pontos.

Flamengo foi amplamente dominado pelo Cruzeiro e perdeu por 3 a 0 Estadão Conteúdo

O JOGO

A partida começou movimentada, mas com o Cruzeiro já buscando a iniciativa. Logo aos três minutos, a Raposa quase abriu o placar, com Borges. O atacante recebeu passe de calcanhar de Ricardo Goulart e arriscou para o gol rubro-negro, mas a bola passou por cima do gol. O susto inicial acordou o Flamengo, que passou a ter mais calma para trocar passes, embora tivesse dificuldade para achar espaço para arriscar chutes para o gol.

Mas a tranquilidade rubro-negra durou pouco. Com time mais arrumado e qualificado, o Cruzeiro achou dois gols em lances seguidos. O primeiro, aos 16 minutos, teve ótima trama do ataque. Alecsandro perdeu a bola e Éverton Ribeiro, que deu início à jogada, recebeu lançamento dentro da área. O meia tocou de cabeça para Ricardo Goulart. O camisa 28, que tem sido um dos destaques da equipe mineira no campeonato, chutou com força, sem chances para Paulo Victor: 1 a 0.

O Cruzeiro aproveitou o 'apagão' da zaga do Flamengo para aumentar o placar aos 18, com Éverton Ribeiro. Henrique rouba a bola e toca para o maestro dos mineiros, que, de frente para o goleiro adversário, bateu colocado para o fundo do gol.

A primeira chance de perigo do Flamengo na primeira etapa foi aos 27 minutos, com Paulinho. O atacante recebeu passe na direita e conseguiu passar pelos adversários. Já dentro da área, ficou em condições de chutar, mas bateu fraco e Fábio não teve dificuldades de fazer a defesa. Um minuto depois, o Cruzeiro, aproveitando a desorganização do Rubro-Negro, quase marcou o terceiro gol, com Éverton Ribeiro, mas Paulo Victor salvou.

Aos 35, o Flamengo conseguiu infiltrar a zaga da Raposa, com lançamento primoro de Chicão para Samir. O zagueiro, que novamente atuou como lateral-esquerdo, chutou com força, mas por cima do gol. Aos 44, o Cruzeiro armou nova jogada perigosa, com Egídio cruzando e Borges tocando, mas o goleiro do Flamengo defendeu. Um minuto depois, no entanto, o camisa 9 deixaria sua marca. Com grande facilidade, Ricardo Goulart tabelou com Éverton Ribeiro e recebeu na frente. O jogador chutou colocado, Paulo Victor deu rebote e Borges apenas escorou para o fundo do gol.

A volta para a segunda etapa continuou mostrando a superioridade do Cruzeiro. Nilton e Ricardo Goulart tiveram chances de aumentar o placar logo nos primeiros minutos. O time mineiro não teve o mesmo ímpeto da primeira etapa. O técnico Marcelo Oliveira começou a substituir alguns jogadores, cansados. Aos 37 minutos, Elber, que entrou no lugar de Marlone, centrou para Luan que bateu bem, obrigado Paulo Victor a fazer grande defesa.

FICHA TÉCNICA

Cruzeiro 3 x 0 Flamengo

ESTÁDIO: Parque do Sabiá

CARTÕES AMARELOS: Luiz Antônio (2ºT 28')

CARTÕES VERMELHOS:

GOLS: Ricardo Goulart (1ºT 16'), Éverton Ribeiro (1ºT 18') e Borges (1ºT 45')

Cruzeiro: Fábio, Mayke, Bruno Rodrigo, Léo e Egídio; Nilton, Henrique, Marlon (Elber) e Éverton Ribeiro; Ricardo Goulart (Luan) e Borges (Júlio Baptista)

Flamengo: Paulo Victor, Léo Moura, Chicão, Wallace e Samir (João Paulo); Amaral (Gabriel), Márcio Araújo, Luiz Antônio e Negueba; Paulinho e Alecsandro (Mugni)

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia