Nixon lança candidatura na ‘eleição’ do Flamengo

Livro de Michael Jordan inspira o atacante a buscar o melhor no intenso duelo com Élton e Gabriel

Por pedro.logato

Rio - Nixon lançou a sua candidatura a substituto de Alecsandro. Em campanha, se disse preparado para assumir o cargo de atacante do Flamengo, a partir de amanhã, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada, pelo Brasileiro. Ao apresentar sua plataforma de trabalho, citou o livro “Nunca deixe de tentar”, de Michael Jordan — a leitura lhe ensinou a sempre querer buscar o melhor. Uma lição que expõe a humildade de quem sabe o quanto será difícil vencer seus concorrentes Élton e Gabriel.

Nixon pode substituir AlecgolDivulgação

“Lembro que no livro, o Jordan pediu ao técnico para treinar mais. Ele já sabia arremessar, mas queria se aperfeiçoar. Aqui também é assim. Temos que evoluir. A humildade precede a honra. Temos que dar sempre o nosso melhor”, disse o jogador, xará do ex-presidente americano Richard Nixon.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Nessa eleição, porém, não há democracia. A escolha cabe a Vanderlei Luxemburgo. E sua opinião também pesará muito na decisão de renovar ou não o contrato de Nixon, que tenta, na base da disposição, mostrar que merece o voto de confiança.

“Preparado sempre temos que estar. O contrato está chegando ao fim, e o professor precisou de mim nesse jogo. Entrei e conquistamos a vitória. Vou procurar fazer a minha parte para ajudar os companheiros. Isso (renovação) será resolvido na hora certa e no momento certo”, afirmou.

O aprendizado com a leitura da obra de Jordan está impresso no desempenho de Nixon em campo. Se não é um jogador que se notabiliza pela técnica, tenta se destacar com a persistência de quem se recusa a desistir de qualquer jogada. E nunca deixa de tentar, como no título do livro.

Dúvida na escalação, rival de Luxa

Vanderlei Luxemburgo foi para casa ontem cheio de dúvidas. Além de não saber quem escalará no lugar de Alecsandro, o treinador ainda espera por Márcio Araújo, que, com fadiga muscular na coxa esquerda, corre o risco de não enfrentar o Atlético-PR.

Na defesa, Marcelo e Chicão disputam uma vaga ao lado de Samir, já que Wallace continuar fora, também por cansaço muscular. Na lateral esquerda, há a possibilidade de Anderson Pico ser escalado, pois ele não pode atuar pela Copa do Brasil.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia