Vizeu 'dá recado' e brilha com dois gols: Flamengo bate o Galo e retorna ao G-4

Substituto de Guerrero e sob a chegada de Leandro Damião, jovem decide em Brasília. Fla seca rivais para continuar no G-4

Por fabio.klotz

Brasília - Guerrero é o principal jogador do Flamengo. Leandro Damião está a caminho para ser a sombra do peruano. E Felipe Vizeu? Bem, o garoto de 19 anos mostrou estrela, faro de artilheiro e foi o nome da vitória rubro-negra sobre o Atlético-MG, neste domingo, no Mané Garrincha: 2 a 0. Vizeu fez os dois gols. A tendência é a de que perca espaço no elenco. Porém, deu mais um recado de que pode ser útil e até a solução em alguns momentos.

Felipe Vizeu brilhou na vitória do Flamengo sobre o Atlético-MGDivulgação

Com a vitória, o Flamengo recupera a confiança após a goleada sofrida na última rodada e uma vaga no G-4. Porém, para se manter em quarto lugar, terá de secar Santos e Atlético-PR na rodada. O Rubro-Negro agora tem 23 pontos, três a mais do que o Galo, rival direto no Brasileiro.

Mesmo com cinco desfalques - Rodinei, Ederson, Alan Patrick, Guerrero e Everton (gripado, foi vetado do jogo) -, o Flamengo dominou o começo do jogo. Além de Vizeu, Mancuello também aproveitou a oportunidade e organizou o meio de campo rubro-negro. O Fla também não teve Zé Ricardo, suspenso. Jayme de Almeida comandou o time.

Com Mancuello no meio de campo, com liberdade, e explorando as laterais do campo, o Flamengo tratou de ir para cima do Galo em Brasília. O argentino conseguiu se destacar, deu a assistência para o primeiro gol de Vizeu, e mostrou que merece mais chances, inclusive ao lado de Alan Patrick. Arão, mais uma vez, foi consistente e peça-chave. O Fla recuou em alguns momentos e deu oportunidades ao Galo, mas se safou. Márcio Araújo destoou com passes errados, mas foi bem na marcação.

O Flamengo terá um clássico pela frente na próxima rodada. No sábado, encara o Botafogo, às 16h, na Ilha do Governador, nova casa do rival. O Galo entra em campo na segunda-feira, dia 18, e recebe o Coritiba, às 20h, no Independência.

O jogo

O Flamengo começou melhor, com mais posse de bola e procurando os lados do campo. Após cruzamento da direita, Leonardo Silva cortou, mas por pouco não fez contra. Na cobrança de escanteio, Willian Arão surgiu livre, praticamente na pequena área e com Victor batido. Porém, ele cabeceou para fora, com perigo e perdendo chance clara de gol.

A superioridade rubro-negra resultou em gol. Arão tocou para Mancuello, novamente titular no lugar do lesionado Alan Patrick. De primeira, o argentino deixou Vizeu na boa. Com um chute certeiro no canto, o substituto do suspenso Guerrero abriu o placar. A estrela do jovem atacante brilha, aproveitando a oportunidade. A concorrência no ataque vai aumentar com a chegada de Leandro Damião.

Sem Cazares, problema de última hora, o Atlético-MG encontrava dificuldade para criar. Em rara oportunidade, conseguiu se aproveitar de uma falha de recomposição do Flamengo. Após cobrança de escanteio, o Galo armou o contra-ataque, Patric avançou e estava cara a cara com Muralha, mas preferiu tocar e errou o passe, para sorte rubro-negra.

O lance deu moral ao clube mineiro. O Galo se aproveitou da queda de ritmo do Flamengo e passou a mandar no jogo. O Atlético balançou a rede duas vezes, com Robinho e Carlos, mas os gols foram corretamente anulados - eles estavam impedidos. O Rubro-Negro não conseguia prender a bola no ataque. Fernandinho errava a maioria dos lances pela esquerda. A zaga segurou a bronca e garantiu a vitória parcial.

O Galo voltou melhor, pressionando um recuado Flamengo. Clayton se livrou de Jorge e emendou com força. Muralha salvou o Fla. O Rubro-Negro conseguiu dar o bote e aliviou a pressão. Fernandinho, finalmente, produziu algo pela esquerda. Em contra-ataque, ele se livrou da marcação e cruzou. Atento, Vizeu se antecipou a Victor e a Erazo e desviou para o fundo da rede: 2 a 0. Foi o quarto gol do atacante no Brasileiro.

Jayme de Almeida fez a primeira mudança no Flamengo. Ele colocou Canteros no lugar de Mancuello. O Galo quase diminiu, mas Muralha e Réver salvaram no mesmo lance. Vizeu quase fez o terceiro, mas se atrapalhou e perdeu chance clara.

O Flamengo, com tranquilidade, administrou o resultado e garantiu a vitória. Que estrela do jovem Felipe Vizeu.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2X0 ATLÉTICO-MG

Estádio: Mané Garrincha
Público: 23.390 presentes
Árbitro: Marielson Alves da Silva
Gols: Felipe Vizeu (Flamengo, aos 12' do 1ºT e aos 11' do 2ºT)
Cartão amarelo: Erazo, Robinho e Carlos César (Atlético-MG) e Pará (Flamengo)
Cartão vermelho: - 

FLAMENGO: Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Mancuello (Canteros, aos 17' do 2ºT); Fernandinho (Cuéllar, aos 39' do 2ºT), Marcelo Cirino (Gabriel, aos 33' do 2ºT) e Felipe Vizeu; Técnico: Jayme de Almeida.

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha (Carlos César, aos 7' do 2ºT), Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Rafael Carioca, Júnior Urso e Patric (Maicosuel, no intervalo); Clayton (Hyuri, aos 21' do 2ºT), Robinho e Carlos; Técnico: Marcelo Oliveira.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia