Flamengo não encontra desculpas para má fase

Time não encara protestos na chegada ao Rio. 'Temos que achar uma solução trabalhando', garante Diego Alves

Por O Dia

Mauricio Barbieri
Mauricio Barbieri -

Rio - No retorno ao Rio de Janeiro após a derrota por 2 a 1 para o Internacional, elenco e comissão técnica do Flamengo desembarcaram com a segurança reforçada no Aeroporto Internacional do Galeão. Apesar da expectativa por protestos, apenas um pequeno grupo de torcedores esteve no local e demonstrou apoio aos jogadores.

Agora amargando a quarta colocação do Campeonato Brasileiro, o Rubro-Negro busca forças para se reerguer na competição que chegou a liderar com a confortável vantagem de quatro pontos. Insatisfeito com o rendimento do time, o goleiro Diego Alves não vê justificativas para o mau momento.

"Não temos que ficar procurando desculpas ou ficar falando porque perdeu. Temos que encontrar uma solução trabalhando dentro do nosso CT e vamos tentar fazer isso para que a gente possa conseguir reverter essa situação", afirmou o goleiro.

O ponto positivo da derrota para o Colorado foi o primeiro gol de Vitinho com a camisa do Flamengo. Contratação mais cara da história do clube, o jogador não vê muitos motivos para comemorar, já que deixou o Beira-Rio com a derrota.

"É o que esperam de mim, mas o resultado não veio, então não muda muito. Acho que era mais importante o Flamengo vencer do que eu fazer o gol. A gente teve resultado negativo, mas no fim de semana temos chance de vencer de novo", disse o camisa 14.

Depois do dia de folga, o elenco retorna hoje aos trabalhos no Ninho do Urubu. Para o duelo com a Chapecoense, amanhã, às 21h, no Maracanã, Barbieri terá a volta de Diego, que estava suspenso, e de Réver, que não atuou contra o Inter por motivo contratual. Lucas Paquetá e Cuéllar, com as seleções brasileira e colombiana, respectivamente, seguem fora do time.

TORCIDA SENTE MAU MOMENTO

O Flamengo divulgou ontem que 21 mil ingressos foram vendidos para o duelo com a Chapecoense, amanhã, no Maracanã. Com média de público de 48.555, a partida deve ter um número inferior de torcedores, reflexo da queda de rendimento do time no Brasileiro.

Já para o confronto com o Corinthians, na próxima quarta-feira, também no Maracanã, jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, o clube anunciou a venda de mais de 30 mil ingressos.

Comentários