VP revela motivo que levou o Flamengo a não fechar patrocínio com a Amazon

Empresa era forte candidata a estampar a camisa do clube

Por O Dia

Logo da Amazon
Logo da Amazon -
Rio - O vice-presidente de relações externas do Flamengo, Luiz Eduardo Baptsita, revelou o motivo de o Flamengo não ter chegado a um acordo para patrocínio com a Amazon. Segundo Bap, a oferta da empresa para estampar a camisa rubro-negra reduziu em mais de 50%.
Infelizmente a conversa não foi adiante porque em algum momento a Amazon entendeu que a pandemia tinha afetado eles. A nossa visão é de que a pandemia fez a Amazon crescer ainda mais no planeta terra. Quando a gente estava negociando com eles o câmbio era R$ 3,50. No meio da pandemia o câmbio chegou quase a bater a R$ 6. Então em dólares, que era a moeda deles, o Flamengo ficou baratíssimo para a Amazon. eles entenderam que o acordo seria longo e o dinheiro era muito naquele momento. Então, bom, se você estava conversando sobre casar e agora você quer passar um fim de semana, sei lá, num resort bacana. E o casamento era de R$ 38 milhões e virou de R$ 14 milhões, olha… A gente acha que o casamento não é mais tão casamento", disse o dirigente à ESPN Brasil.
O tempo de contrato também acabou sendo um problema para o acordo.
"Na verdade você tinha uma expectativa de fechar um contrato até dezembro de 21. De repente vira um contrato até janeiro do ano que vem para a gente ver como é que fica a situação. Ora, o Flamengo ia fazer 82% dos jogos dele entre julho e dezembro. Todas as competições realmente de peso e importantes aconteceriam nesse período", completou.

Comentários