Fluminense terá que devolver dinheiro que dirigente demitido emprestou ao clube

Pedro Antonio financiou a construção do CT do Tricolor, que leva seu nome

Por O Dia

Rio - Financiador do Centro de Treinamento, que foi batizado com seu nome, e que encabeçava o projeto de construção de um estádio, Pedro Antonio rompeu com o Fluminense na última quarta-feira. Pedro Antonio deixa a diretoria tendo a receber R$ 5,5 milhões emprestados para a construção do Centro de Treinamento.

Pedro Antonio era vice de projetos especiais do FluBruno Haddad / Fluminense F.C. / Divulgação

Ele já sofria pressão interna e foi retirado do cargo por bater de frente com a diretoria tricolor. A gota d’água foi a declaração de Pedro Antonio sobre a construção de um estádio no Parque Olímpico, com detalhes sobre custo. E também por pressionar por esse projeto, apesar de haver outro que agrada mais a diretoria.

Também havia incômodo com outros problemas — como ganhar muito destaque e querer impor o seu desejo. Na visão da diretoria, só o presidente Pedro Abad deveria falar sobre o estádio, que ainda é tratado com cautela e deveria ficar longe dos holofotes.

A decisão de Abad ganhou o apoio de grupos políticos, mas provocou muitos protestos de torcedores em redes sociais.