Lamentável! São Januário tem supostos casos de agressões e assédio em jogo do Vasco

Episódios foram relatados durante partida que acabou na eliminação do Vasco na Sul-Americana

Por O Dia

Torcida compareceu em peso para partida contra LDU. Vasco acabou sendo eliminado
Torcida compareceu em peso para partida contra LDU. Vasco acabou sendo eliminado -

Rio - A eliminação para a LDU na Copa Sul-Americana não foi a única coisa a ser lamentada pela torcida vascaína na última quinta-feira. Com São Januário lotado mais uma vez, novos casos de agressões foram relatados por torcedores que compareceram ao estádio. Ídolo do clube, o ex-meia Juninho Pernambucano pediu em seu Twitter que o Cruzmaltino tome alguma providência.

"Alô, Vasco da Gama, verdadeiros torcedores continuam sendo agredidos em jogos em São Januário. Até quando vão continuar permitindo isso ? Como chamar o torcedor pra ser sócio assim ? Lamentável e são varios casos que se repetem", escreveu o jogador.

Por sua vez, o clube informou que está se movimentando para coibir novos casos de violência dentro do estádio. "Estamos apurando o que ocorreu e tomaremos as medidas cabíveis. Certamente é algo inaceitável e que não há espaço em nosso club e na sociedade de uma forma em geral".

O site "News Colina!", que acompanha o dia-dia do vasco, também informou que uma de suas repórteres foi assediada por torcedores durante o jogo. "Até quando?", lamentou a página no Twitter.

O grupo Vascaínas Contra o Assédio também relatou na rede social que três integrantes do movimento foram assediadas no dia da partida contra a LDU. "Ainda nos perguntarão o motivo da nossa existência?", desabafou.

Em julho passado, o Vasco foi punido com a perda de seis mandos de campo e multado em R$75 mil após uma briga generalizada, após a derrota em casa por 1 a 0 para o Flamengo, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. No mesmo mês o O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) anunciou a interdição de São Januário, alegando que o local não oferecia segurança para os torcedores. Em setembro, o clube voltou a usar o estádio, porém, os vascaínos só poderam