Pendurado, Castan corre risco de perder clássico com o Fla, mas garante foco no Goiás

Capitão do Vasco, zagueiro cita mudanças feitas por Luxa e crê no potencial de quem entrou no time

Por O Dia

Com uma lesão muscular, Castan perdeu as dez primeiras rodadas do Brasileiro e, agora, é reforço de peso
Com uma lesão muscular, Castan perdeu as dez primeiras rodadas do Brasileiro e, agora, é reforço de peso -
Rio - Leandro Castan disputou apenas três jogos no Campeonato Brasileiro. O suficiente para elevar o status da defesa do Vasco, que sofreu dois após a volta do capitão, e para aprimorar detalhes na evolução do camisa 5. Castan enfrentará o Goiás pendurado com dois cartões amarelos e corre o risco de perder o duelo contra o com o Flamengo, dia 17, em Brasília.
Focado no compromisso de domingo, o zagueiro, por ora, não pensa no clássico e garante que não aliviará nas disputas de bola no Serra Dourada, caso seja necessário.
"Seria muito egoísta se pensasse no clássico com o Goiás pela frente. Se tiver de matar a jogada e tomar o cartão, vou matar para ajudar o time, como foi contra CSA e Palmeiras. Talvez seja algo a melhorar, evitar alguns cartões", destacou o capitão.
Pelas redes sociais, o técnico Vanderlei Luxemburgo inovou e confirmou a escalação para a partida em Goiânia, com a seguinte formação: Fernando Miguel, Cáceres, Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Richard, Raul, Marcos Junior; Yago Pikachu, Marrony e Talles Magno.
Garantido, Castan aposta numa resposta positiva do Vasco após os empates com Palmeiras e CSA. A troca de peças e de posições é nova aposta de Luxa para a melhora do rendimento da equipe.
"Estamos cientes que precisaremos de todos. Quem entrar sabe o que tem de fazer. Está tudo certo. Isso não pode ser uma desculpa. Aprendi muito com críticas e elogios. Quando sou elogiado não subo às alturas e, quando criticado, não vou ao fim do túnel. Não me abala no meu trabalho", destacou Castan.

Comentários