Pikachu perde pênalti e Vasco é derrotado pelo Cruzeiro no Mineirão

Cruzmaltino faz jogo equilibrado, mas não agride gol de Fábio e é 'punido' no fim

Por O Dia

Rossi disputa a bola com David: atacante vascaíno volta ao time titular após quatro jogos
Rossi disputa a bola com David: atacante vascaíno volta ao time titular após quatro jogos -
Belo Horizonte - A boa atuação do Vasco frustou seus torcedores na amarga derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão. De pênalti, Pikachu perdeu a chance de colocar o Cruzmaltino na frente no início do segundo tempo. No fim, o garoto Maurício, de 18 anos, garantiu o triunfo numa rara cochilada da defesa.
Ao abrir mão do esquema com três volantes e confirmar o esquema com três atacantes, o técnico Vanderlei Luxemburgo indicou que o Vasco tinha 'segundas intenções' no Mineirão. Fiel ao agressivo estilo de marcação, a equipe conteve o Cruzeiro e, com a volta de Rossi, explorou os lados para atacar.
Com evolução no fundamento do passe, o Vasco teve maior domínio de bola no primeiro tempo. No entanto, pouco produziu. No duelo com o experiente Dedé, o prodígio Talles Magno não se criou. Com Danilo Barcellos, em cobrança de falta e em outra finalização de fora da área, assustou o goleiro Fábio, mas não o suficiente para abrir o placar.
No início do segundo tempo, aos cinco minutos, Yago Pikachu teve a chance de mudar o rumo do jogo no pênalti que ele mesmo sofreu na dividida com Fabrício Bruno. A cobrança no canto esquerdo foi firme, mas Fábio espalmou, garantindo a 20ª defesa de pênalti pela Raposa, com a bola rolando.
A medida que o tempo passava, o fôlego do Vasco diminuía. Sem conseguir manter o intenso ritmo de marcação, o Vasco viu o Cruzeiro equilibrar o jogo e buscar a vitória no detalhe. Luxa tentou renovar o fôlego do ataque com a entrada de Valdívia e Tiago Reis, mas foi o Cruzeiro que marcou na bomba de Maurício, aos 34 minutos. O chute, a curta distância, não deu chances de defesa a Fernando Miguel, que deixou o Mineirão tão frustrado quanto o torcedor que acompanhou o jogo.

Comentários