Em meio à polêmica mudança na data do clássico com o Flamengo, Marcelo Cabo segue a preparação do Vasco
Em meio à polêmica mudança na data do clássico com o Flamengo, Marcelo Cabo segue a preparação do VascoRAFAEL RIBEIROvasco
Por O Dia
Rio - A diretoria do Vasco não digeriu a 'unilateral' decisão que mudou a data do Clássico dos Milhões. A pedido Flamengo, e sem consultar o lado cruzmaltino, a Federação de Futebol do Rio confirmou nesta segunda-feira a remarcação do confronto. Inicialmente marcado para a noite de quarta-feira, às 21h, o embate foi adiado para o dia seguinte, às 19h, no Maracanã. Em nota oficial, o Vasco se posicionou contra a decisão.
"O Club de Regatas Vasco da Gama repudia a repentina mudança da data de seu jogo contra o Flamengo, decisão tomada, à toda evidência, para favorecer um dos times envolvidos no confronto, e sem que houvesse qualquer consulta ao Vasco da Gama", diz trecho na nota.
Publicidade
No documento, o Vasco critica a decisão da Ferj e destaca recebeu um e-mail da entidade no período da manhã com a atualização da tabela do Campeonato Carioca a contestada alteração confirmada na tarde desta segunda. Em delicada situação, o Vasco, oitavo colocado, com dez pontos, precisa vencer para se manter com chances de classificação para a semifinal da Taça Guanabara. A derrota pode selar a eliminação precoce na 9ª rodada. Com 19 pontos, o Flamengo está em segundo e já assegurou uma das quatro vagas. 
Confira a nota na íntegra: 
Publicidade
"O CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA repudia a repentina mudança da data de seu jogo contra o Flamengo, decisão tomada, à toda evidência, para favorecer um dos times envolvidos no confronto, e sem que houvesse qualquer consulta ao Vasco da Gama. Para agravar a situação, na manhã desta segunda (12), por volta das 11h36, o Clube recebeu um e-mail com a tabela atualizada da competição anexada, sem nenhuma alteração da data do jogo em questão. Logo após esse comunicado, outra confirmação: foi realizada uma reunião virtual, com participação da FFERJ e de representantes dos dois clubes (Vasco e Flamengo), para definir todo o Plano de Ação e Contingência da partida.

Inexiste qualquer motivo legítimo que justifique a mudança de data às vésperas do confronto, visto que é usual a programação de jogos aos domingos e quartas-feiras. Ressalta-se que o regulamento da competição, em seu art. 23, elenca as causas para alteração de horário de qualquer jogo à compatibilização e adequação à programação das detentoras dos direitos de transmissão, desde que expressamente solicitado por estas, ou ainda casos fortuitos ou de força maior.

Por certo, não se trata de nenhuma destas situações, mas tão somente, a uma arbitrariedade da FFERJ atuando de forma não igualitária perante seus filiados.

Ressalta-se que valorizando o Campeonato Carioca, o Departamento de Futebol, o Departamento de Saúde e Performance e a Comissão Técnica elaboraram um planejamento para o Clássico dos Milhões, que incluiu o retorno imediato de Tombos (MG) logo após o compromisso pela segunda fase da Copa do Brasil. A estratégia contou ainda com a ausência de folga mesmo após uma viagem desgastante e treinamentos diários no CT do Almirante, na Cidade de Deus, inclusive no sábado e no domingo.

O Vasco da Gama lamenta a equivocada decisão da federação que acaba com o equilíbrio entre todos os seus filiados e a própria credibilidade da competição que organiza."