Novo dono da camisa 8 do Vasco, Romulo vive a expectativa pela reestreia após os elogios do técnico Marcelo Cabo
Novo dono da camisa 8 do Vasco, Romulo vive a expectativa pela reestreia após os elogios do técnico Marcelo CaboRAFAEL RIBEIRO/Vasco
Por O Dia
Rio - Último reforço anunciado pelo pelo Vasco, Romulo deve ser a novidade no Vasco no confronto com o Madureira, neste sábado, às 15h15, no primeiro jogo da semifinal da Taça Rio. Campeão da Copa do Brasil pelo clube em 2011, o volante, de 30 anos, volta à Colina mais maduro e tão ansioso quanto na primeira vez que vestiu a camisa cruzmaltina há dez anos.
"A expectativa é muito grande. A ansiedade também está acima do normal. Eu sei a história do Clube e o que ele representa. Se eu entrar em campo, vai ser como se fosse a primeira coisa vez. Vou dar o máximo nos minutos que estiver em campo, com garra, buscando ajudar o Vasco a sair com o resultado positivo- afirmou Romulo, revelando em seguida como foi sua preparação", disse ao site oficial do clube.

Com 99 jogos com a camisa do Vasco, Romulo garante que tem muitos capítulos a escrever pelo clube que o revelou. Em 2012 foi vendido para o Spartak Moscou, da Rússia. Depois de cinco anos foi repatriado pelo arquirrival Flamengo, mas não repetiu as boas atuações, entre 2017 e 2018. Emprestado ao Grêmio no ano seguinte, também não emplacou.
Publicidade
Em 2020, teve uma uma sequência no futebol chinês, mas não pensou duas vezes quando surgiu a oportunidade de voltar a São Januário. A forma física ainda não é a ideal, mas a vontade de ajudar não tem medida.
"Começamos um trabalho de preparação e ele ainda não foi concluído, um passo vai ser dado de cada vez. O ritmo ainda será o ideal nessa primeira partida, mas não vai faltar entrega e muita determinação. Hoje sou um cara mais experiente, que tem uma boa leitura tática, posicionamento. Tenho certeza que com o trabalho do professor Cabo vamos fazer um boa temporada", disse o camisa 8.

Romulo estreou pelo time profissional do Vasco em 2010. Fez 99 jogos oficiais, marcou oito gols e conquistou a Copa do Brasil em 2011.