Rubro-negro agredido morre

Roberto estava internado há 10 meses após incidente com uruguaios

Por IG - Esporte

Roberto será homenageado pelo Flamengo na final da Taça Guanabara
Roberto será homenageado pelo Flamengo na final da Taça Guanabara -

Morreu ontem Roberto Vieira de Almeida, o torcedor do Flamengo, de 54 anos, agredido por torcedores do Peñarol-URU, em Copacabana, antes da partida entre as duas equipes, válida pela fase de grupos da Libertadores, dia 3 de abril do ano passado. Ele estava internado havia dez meses, em estado grave, e a informação de seu falecimento foi confirmada por Rubens Vieira, irmão de Roberto, que, na ocasião, tentava apartar uma briga generalizada que aconteceu na Praia do Leme horas antes de a bola rolar no Maracanã.

Para homenagear Roberto Vieira, que era torcedor fanático do Flamengo, o clube vai prestar um minuto de silêncio na partida contra o Boavista, sábado, no Maracanã, pela final da Taça Rio. O corpo de Roberto chegará ao Espírito Santo hoje para sepultamento. Ele trabalhava com excursões para jogos de futebol, o que o trouxe ao Rio de Janeiro para acompanhar Flamengo x Peñarol.

São acusados da agressão os torcedores uruguaios Dennis Oscar Viega González, Fernando Segundo Carreno Tucce e Gianfranco Steffano Cattapan Flores, que, após o episódio de agressão, foram detidos pela polícia militar, mas liberados da prisão em junho de 2019 para aguardar o fim do processo em liberdade. Eles foram soltos mediante ao pagamento de fiança.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários